Governo prepara nova compra de cloroquina, apesar de 400 mil comprimidos em estoque

coronavírus
16.12.2020, 12:26:00
Atualizado: 16.12.2020, 12:26:59
(Carolina Antunes/PR)

Governo prepara nova compra de cloroquina, apesar de 400 mil comprimidos em estoque

Medicamento não possui respaldo científico contra o novo coronavírus

Apesar de possuir quase 400 mil comprimidos de cloroquina estocados no Laboratório Químico Farmacêutico do Exército (LQFEx), o governo federal já está preparando uma nova compra do medicamento para o ano que vem. A informação foi obtida pela agência Fiquem Sabendo através da Lei de Acesso à Informação (LAI).

A cloroquina foi a aposta do presidente Jair Bolsonaro para o tratamento da covid-19, no entanto, não houve nenhum respaldo científico que o medicamento fosse eficiente contra a doença causada pelo novo coronavírus. Apesar disso, a produção da substância foi intensificada, chegando a mais de 3,2 milhões de comprimidos produzidos entre março e junho. 

Além dos medicamentos produzidos pelo Exército Brasileiro, o Brasil também recebeu uma remessa de hidroxicloroquina doada pelos Estados Unidos. O número total de comprimidos em estoque do governo brasileiro é de cerca de 2,5 milhões, que devem ser distribuídos gratuitamente através de programas governamentais.

De acordo com a resposta do governo via LAI, o processo de aquisição das novas doses de Cloroquina 150mg deverá ser feita junto à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Não foi informado quantos comprimidos serão adquiridos, sob a justificativa de que se trataria de "informação estratégica".
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas