Holanda é o primeiro país a não ter mais cachorros abandonados nas ruas

brasil
20.10.2018, 08:32:00
No mundo, são mais de 600 milhões de animais abandonados (Foto: Unsplhash/Divulgação)

Holanda é o primeiro país a não ter mais cachorros abandonados nas ruas

No Brasil, são mais de 30 milhões de animais vivendo nas ruas

Nenhum tipo de sacrifício animal ou apreensão em canis foram envolvidos para que a Holanda alcançasse o posto de primeiro país a não ter mais cachorros abandonados nas ruas. O pioneirismo surgiu através de ações do governo, que gerou mudanças nas leis e campanhas de conscientização.

Enquanto o local é reconhecido pelo marco, porém, a tristeza mundial para o tema não diminui. De acordo com uma estimativa da Organização Mundial da Saúde, de 2015, no Brasil existem mais de 30 milhões de animais abandonados nas ruas. No mundo, o número é ainda mais alarmante, com uma estimativa mais recente que divulga o número de 600 milhões.

Resultado de imagem para gif cachorro rua

COMO ELES CONSEGUIRAM
A falta de punição para quem abandona pets é um dos motivos principais para o agravante. Foi justamente pensando no fato que o governo da Holanda criou quatro pilares para combater a atitude, agora vista como crime. Entre as mudanças feitas no local, estão lmultas de milhares de euros como punição pelo abandono e altas taxas de impostos para compra de cães de raça, além de campanhas de castração e conscientização. 

Já que os cães que estavam nas ruas não podiam se reproduzir mais e as pessoas passaram a preferir adotar do que comprar, o número foi diminuindo até chegar na feliz na realidade atual, que ainda parece estar longe no país verde e amarelo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas