'Homem-bomba' da Unijorge foi reprovado 14 vezes no Exame da Ordem, diz OAB

salvador
25.07.2016, 16:25:00

'Homem-bomba' da Unijorge foi reprovado 14 vezes no Exame da Ordem, diz OAB

Frank Oliveira da Costa prestou o exame oito vezes em Salvador e seis em Natal, Rio Grande do Norte

O bacharel em Direito Frank Oliveira da Costa, 36 anos, que fingiu estar com uma bomba e provocar pânico durante o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no domingo (24), foi reprovado por 14 vezes no exame da ordem. A informação é da seccional baiana da OAB.

Frank prestou o exame oito vezes em Salvador e seis em Natal, Rio Grande do Norte, onde morou por cerca de dois anos. O presidente da seccional potiguar da OAB, Paulo Coutinho, confirmou a informação.

Frank ao deixar a sede do Draco por volta das 20h deste domingo e seguir para o DPT
(Foto: Betto Jr./ CORREIO)

Ele conta, inclusive, que o bacharel também foi protagonista de um tumulto em seu último exame em Natal. “Ele não ameaçou ninguém, mas começou a xingar a OAB. A comissão teve que intervir e começou a acalmá-lo".

"Ele se sentou, mas assim que recebeu a prova começou a gritar novamente. Rasgou a prova, jogou no chão e foi embora. Não teve outro episódio grave. Das outras vezes, a comissão informou que ele chegava e fazia algum comentário, mas se continha”, afirmou Coutinho, por telefone, ao CORREIO.

Após quatro horas de negociação no local e três horas de depoimento no Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), Frank foi enquadrado no artigo 41 da Lei das Contravenções Penais. Ele pode ficar de 15 dias a seis meses na prisão, ou pagar multa. Enquanto não é julgado, Frank responde em liberdade.

Ao sair do Draco, Frank afirmou ter feito o exame da ordem por 18 vezes. "Positivo. Eu tentei 18 vezes, mas não consegui por causa do caixa 2 da OAB", afirmou ao ser questionado se o motivo do ato foi ter sido reprovado várias vezes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas