Homem é preso por matar travesti e arrancar coração: 'Era um demônio'

brasil
21.01.2019, 17:27:00
(Foto: Sarah Brito/Cidade ON)

Homem é preso por matar travesti e arrancar coração: 'Era um demônio'

Na apresentação, ele riu e falou do crime de maneira desconexa

Foi preso nesta segunda-feira (21) um homem que confessou ter matado uma travesti em Campinas (SP) - Caio Santos de Oliveira ainda guardou o coração da vítima. O órgão foi achado por policiais militares enrolado em um pano, debaixo do guarda-roupa. A informação é do G1.

Caio admitiu para a PM que fez sexo com a travesti, de 35 anos, cujo nome social não foi divulgado pela polícia. Depois de matar a vítima, ele ainda roubou eletrônicos e R$ 250. 

Oliveira foi apresentado à imprensa hoje e falou sobre o crime com falas desconexas e sorrisos. Ele disse que conheceu a vítima na véspera do crime, no Bar da Mãe - a travesti era dona do local. No mesmo local, um quarto em cima onde vivia a travesti, eles fizeram sexo.

"Ele era um demônio, eu arranquei o coração dele. É isso. Não era meu conhecido. Conheci ele à meia-noite", disse.

A PM abordou o criminoso porque ele se comportou de maneira suspeita na rua quando viu a viatura. Ele se identificou com dados falsos para os policiais. No momento da abordagem, Oliveira tinha escoriações diversas e um ferimento na cabeça. Questionado sobre esses ferimentos, ele acabou confessando o crime e levou os policiais até o local em que estava o corpo.

O corpo tinha o tórax aberto e uma imagem de santo estava por cima. Ele foi questionado sobre o coração da vítima e disse somente que guardou o órgão para si. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas