Homem simula próprio sequestro para faltar trabalho nos EUA

em alta
23.02.2021, 13:33:57
Atualizado: 23.02.2021, 13:38:17
(Foto: Divulgação/Coolidge Police)

Homem simula próprio sequestro para faltar trabalho nos EUA

Após farsa ser descoberta, rapaz foi preso e demitido

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Fingir que está doente ou inventar a morte de algum parente distante não pareceram desculpas boas o suficiente para um morador do Arizona, nos Estados Unidos, faltar o trabalho. Pensando em algo mais elaborado, ele forjou o próprio sequestro para escapar do labor.

Brandon Soules, de 19 anos, foi encontrado com as mãos amarradas nas costas com um cinto e uma bandana na boca perto de uma torre de água no início deste mês, em Coolidge, informou reportagem do "NY Post". Em sua história, os supostos sequestradores tinham mencionado uma "grande quantidade de dinheiro que o pai do rapaz tinha escondido fora da cidade".

O americano disse a investigadores que dois homens mascarados o sequestraram, bateram na sua cabeça e o deixaram inconsciente. Brandon alegou ter sido deixado no local onde foi encontrado pelos agentes.

Tudo ia bem até a investigação analisar as câmeras de segurança e não encontrar qualquer evidência de sequestro. Encurralado, o jovem confessou ter inventado a história para tirar uma folga.

Brandon foi preso no dia 17 de fevereiro acusado de falsa comunicação de crime. Por causa do episódio, ele também foi demitido da loja de pneus na qual trabalhava, disse afiliada da rede ABC.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas