Homem suspeito de tentar matar ex-namorada a golpes de punhal é preso

bahia
11.09.2021, 11:57:00
Atualizado: 11.09.2021, 11:58:02
Valdoelson não aceitava o fim do relacionamento (Foto: reprodução TV Subaé )

Homem suspeito de tentar matar ex-namorada a golpes de punhal é preso

Caso aconteceu em Candeal, ele confessou o crime e vítima perdeu o movimento de uma das mãos

Valdoelson Oliveira Silva, 46 anos, foi preso na manhã deste sábado (11) suspeito de tentar matar a ex-namorada a golpes de punhal. O crime aconteceu no dia 29 de agosto, no município de Candeal, e o suspeito foi ouvido pela polícia na quinta-feira (9), mas liberado em seguida. O mandado é de prisão preventiva, ou seja, ele pode permanecer na cadeia por tempo indeterminado.

Segundo a polícia, ele não aceitou o fim do relacionamento de quatro anos com a vítima e fazia ameaças. No dia 29, Valdoelson acertou a ex-companheira com um punhal. Segundo a vítima, o objetivo do agressor era acertar o pescoço dela, mas a mulher de 49 anos pôs o braço na frente e conseguiu evitar um dano pior.  

A vítima precisou de 20 pontos no braço direito e, de acordo com a polícia, ela perdeu o movimento da mão. Depois do ocorrido, a mulher deixou a casa em que morava e está passando uns dias com familiares.

Seis dias depois de a vítima prestar queixa Valdoelson se apresentou voluntariamente na delegacia, acompanhado de um advogado, e confessou o crime. Na época, a polícia informou que ele foi liberado porque não havia mandado de prisão. Nesse mesmo dia, a vítima desabafou e disse estar decepcionada.

"A Justiça foi muito lenta comigo. Prestei depoimento sexta-feira (3). Oito dias depois é que vão ouvir testemunhas? Oito dias depois que vai pedir mandado de prisão? Estou arrasada com isso. Ele quase decepou meu pescoço, só não decepou, porque coloquei o braço. Agora mais do que nunca vou lutar para colocar ele na cadeia", disse.

A polícia informou que Valdoelson tem histórico de agressão contra outra ex-companheira e que, desta vez, ele vai responder por tentativa de feminicídio. Uma equipe da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha) participou da ação. A polícia não forneceu detalhes sobre a prisão, e disse que ele será encaminhando para o sistema prisional.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas