Horóscopo de domingo: a timidez enganosa

oscar quiroga
01.08.2021, 05:00:00

Horóscopo de domingo: a timidez enganosa

Data estelar: Sol e Mercúrio em oposição a Saturno; Lua quarto minguante em Touro.

Por trás da timidez se esconde a ambição, porque a pessoa tímida se projeta ao futuro e enxerga resultados magníficos, mas logo retorna ao aqui e agora, determinando sumariamente que nunca conseguirá tal proeza, e se retrai, produzindo a timidez. Em nossa timidez somos, de fato, covardes, porque, em vez de continuar tentando conquistar as projeções que fazemos de nós mesmos no futuro, preferimos nos abrigar em comportamentos retraídos. É aceitável que façamos isso de vez em quando, mas é patológico que nos acomodemos na timidez, porque ela é apenas uma máscara da ambição, o combustível essencial de todas as conquistas humanas. Não confundas, porém, ambição com cobiça, seus movimentos são semelhantes, mas os resultados são diametralmente opostos.

ÁRIES: Procure deter o maior domínio possível sobre os acontecimentos, mas cuide para ficar no seu território, porque avançar sobre os assuntos alheios provocaria discórdias impertinentes, que não são necessárias. Isso não.

TOURO: Os obstáculos nem sempre se manifestam como desafios que devam ser superados. Há obstáculos que convidam ao drible ou a, simplesmente, os respeitar como um sinal de que seria melhor deixar de agir por um momento.

GÊMEOS: Ponha sua ambição para descansar por alguns momentos, evitando se lançar à corrida de produção de resultados. Descanse um pouco, na verdade, descanse bastante, porque com a alma bem descansada, o resto será fácil.

CÂNCER: As tensões dos relacionamentos mais significativos de sua vida não são casualidades, acontecem no momento em que sua alma precisa tomar decisões importantes e, como resultado das tensões, não encontra ajuda para essas.

LEÃO: Coisas muito importantes estão em andamento, nada fáceis, porém, muito valiosas, porque desenham mudanças futuras, emergindo sua alma de uma condição limitada para se consolidar noutra, de enorme margem de manobra.

VIRGEM: Com pouco se pode fazer muito, portanto, evite imaginar que lhe faltam recursos para isso ou para aquilo, mas calcule direito o que pode ser feito agora, se conformando temporariamente com o alcance de seu poder.

LIBRA: Agora é quando a alma precisa ter o maior domínio possível sobre si mesma, para ser ela a que decide quando agir e quando ficar quieta, se tornando independente das circunstâncias que parecem ser maiores do que ela.

ESCORPIÃO: Agora é quando se pode medir forças com as pessoas, mas também isso pode ser deixado de lado, encontrando o valor da colaboração mutua. O que definirá uma ou outra coisa? O que as pessoas entendam por progresso.

SAGITÁRIO: De vez em quando ficam evidentes os problemas que a própria alma cria para si mesma, tomando decisões precipitadas ou ficando obstinada para desvendar segredos inexistentes. É quando ela pode limpar tudo.

CAPRICÓRNIO: Parece loucura, mas é o que acontece. A própria alma sabota o sucesso que merece, porque teme investir o que precisa, fazer os sacrifícios indispensáveis para, aí sim, começar a colheita. Cuide para não fazer isso.

AQUÁRIO: Entre começar tudo de novo e simplesmente se distanciar da realidade, sem se envolver em nada, o melhor a fazer neste momento é você se atirar na direção dos acontecimentos e ver o que acontece. Escolhas.

PEIXES: A sabedoria não se ganha na juventude, porque é necessário passar por muitas experiências e, também, as aproveitar para crescer, de modo a essa virtude colossal se arraigar na consciência. Faça bom uso das experiências.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas