Hospital da Mulher de Feira de Santana comemora Semana Mundial da Amamentação; veja dicas

bahia
04.08.2017, 15:03:22
Atualizado: 04.08.2017, 18:36:35

Hospital da Mulher de Feira de Santana comemora Semana Mundial da Amamentação; veja dicas

A unidade de saúde recebe palestas e oficinas sobre o aleitamento materno

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ato da amamentação vai muito além da construção do laço afetivo entre mãe e filho. Os benefícios são muitos e os especialistas destacam a importância da mama nos primeiros meses de vida dos pequenos. Para reforçar esse gesto, é comemorado neste mês de agosto a Semana Mundial da Amamentação. Em Feira de Santana, região Centro-Norte do estado, o Hospital Inácia Pinto dos Santos (Hospital da Mulher) vai promover nesta sexta-feira (4) uma programação com objetivo conscientizar as mamães sobre o ato.

A ação que também conta com o apoio da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e da prefeitura municipal da cidade oferece palestas gratuitas e oficinas para uma prática do aleitamento materno mais segura. Confira a programação e as dicas sobre os cuidados na hora de alimentar os pequenos:

Programação

Sexta (4) 8h30 A importância da orientação durante o pré-natal sobre o aleitamento materno (Dr° Márcia Suelly D'Amaral) 9h30 Aleitamento Sustentável: um contribuição social (Enf. Dr° Rita de Cássia Rocha Moreira) 10h30 Manejo da Amamentação (Enf. Dr° Suelly Pinto Teixeira) 11h30 Amamentar e trabalhar é possível ( Dr° Beatriz Lisboa Pereira) 14h Orientação sobre a amamentação (Dr° Tatiana de Oliveira Vieira)

Benefícios
Segundo os especialistas, o leite materno é o mais completo, contendo vitaminas minerais, gordura, açúcares e proteínas, ou seja, tudo o que o bebê precisa para crescer saudável nos primeiros meses de vida. Já o leite artificial pode causar doenças. Além de promover o vínculo afetivo entre mãe e filho, o aleitamento protege os pequenos contra infecções e previne hemorragias maternas no pós-parto reduzindo o risco de câncer de mama e de útero. O leite materno está sempre pronto e na temperatura ideal para o aleitamento. A sua digestão é mais rápida, diminuindo as chances do bebê de sofrer com cólicas e enjoos.

Dicas
Durante a amamentação, o corpo do bebê precisa estar bem próximo do da mãe (Barriga com barriga). No final do ato, é sempre importante passar um pouco do leite na parte escura da mama. As mamães precisam tomar um banho de sol nos mamilos diariamente por até cinco minutos, além de usar sutiãs com alças largas e firmes para um maior conforto. A mulher precisa ter uma alimentação balanceada e descansar durante o dia. Uma outra dica é não esquecer de que quando a mama estiver endurecida uma massagem circular rápida no local pode resolver.

Doar leite
Existem mamães que produzem um volume excessivo de leite materno. Elas podem ajudar aquelas que não produzem quase nada. É por isso que em vários hospitais há um banco de leite com o liquido em estoque. Mas quem pode ser uma doadora? As mulheres precisam estar saudáveis e não podem estar utilizando medicamentos. As interessadas em ser doadoras precisam procurar os bancos de leite humano dos hospitais maternos.

Como retirar o leite
Antes da coleta, a mamãe deve ter em mãos um frasco para armazenar o líquido, pode ser de maionese ou aqueles potinhos de vidro que, geralmente, guardamos o café. Uma coisa é muito importante e nenhuma mulher deve esquecer: o recipiente precisa estar sem rótulo e devidamente esterilizado em água quente. O vasilhame deve permanecer em água quente por até 15 minutos. É importante lembrar também de não enxugar; a água precisa escorrer sozinha.

Lave as mãos e os antebraços com água e sabão e seque com um pano limpo. Prenda e cubra os cabelos com touca ou lenço.

Use uma máscara e evite conversar durante a ordenha.

Escolha um local limpo, fresco e longe dos animais.

Durante a mama, coloque o polegar acima da mama e o indicador abaixo da parte marrom de mamilo.

Firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo.

Comprima suavemente um dedo, repetindo esse movimento várias vezes até o leite começar a sair.

Despreze os primeiros jatos e gotas antes de iniciar a coleta no frasco.

O leite deve ser retirado depois do bebê ser amamentado ou quando as mamas estiverem muito cheias.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas