Ilê Aiyê discute movimento afrofuturista nos dias 8 e 9 de abril

salvador
07.04.2021, 20:43:22
Atualizado: 07.04.2021, 20:57:26

Ilê Aiyê discute movimento afrofuturista nos dias 8 e 9 de abril

Curuzu Afrofuturista conta com mesas de conversas ao vivo no YouTube com debate sobre o movimento estético, cultural e social

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Nesta quinta e sexta, dias 8 e 9 de abril, às 20h, o Ilê Aiyê estreia o evento “Curuzu Afrofuturista”, no canal do bloco no YouTube. Serão duas transmissões ao vivo de mesas de conversa que se propõem a debater sobre o Afrofuturismo como movimento estético, cultural e social, que se afirma a partir de perspectivas negras, mirando num futuro em que pessoas negras são diretamente responsáveis pelo mundo em que vivem. 

Os temas das mesas são “O Poder da Música”, nesta quinta (8) e “Artes e Estética”, na sexta-feira (9). Os dois encontros giram em torno da reflexão sobre a existência negra nas artes, na política, nos mais diferentes espaços a partir do encontro entre história, tecnologia, ciência e inovação. 

“O Ilê Aiyê deseja fortalecer esse conceito, abordando temas como racismo, liberdade de expressão, empoderamento e projeção de futuro, problematizando questões históricas, econômicas e sociais dos negros”, diz Antônio Carlos Vovô, presidente da entidade.

No primeiro dia do “Curuzu Afrofuturista”, a mesa “O Poder da Música” recebe como convidados os artistas baianos Larissa Luz e Japa System, com mediação do professor de música e percussionista Mário Pam. O debate pretende abordar a música como instrumento para colocar a experiência negra como central nas narrativas construídas pela arte, aplicando na produção musical a junção de elementos tecnológicos e futuristas perpassados de ancestralidade e cultura negra.

O segundo encontro tem como tema “Artes e Estéticas” e reúne os convidados Diane Lima, escritora e curadora independente, e o roteirista de audiovisual Marcelo Lima, com mediação do diretor de arte Edgar Igor. A partir dos olhares e vivências dos participantes, a discussão será sobre a importância de contar novas histórias que não invisibilizem o negro nas artes e no diálogo na luta pela representação em qualquer forma de futuro.

Já entre os dias 15 e 16 de abril, o Ilê Aiyê realiza, uma nova rodada de conversas, desta vez no evento “Curuzu do Mundo”, discutindo o turismo étnico cultural.

Serviço:
Curuzu Afrofuturista

Mesa 1 – O Poder da Música
Dia: 08/04 (quinta-feira)
Horário: 20h
Convidados: Larissa Luz e Japa System
Mediador: Mario Pam
Onde: Canal do Ilê Aiyê no YouTube

Mesa 2 – Artes e Estéticas
Dia: 9/4 (sexta-feira)
Horário: 20h
Convidados: Diane Lima e Marcelo Lima
Mediador: Edgar Igor
Onde: Canal do Ilê Aiyê no YouTube

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas