Incêndios florestais provocam cinco mortes na Califórnia

mundo
22.08.2020, 13:39:00
Atualizado: 22.08.2020, 15:39:52

Incêndios florestais provocam cinco mortes na Califórnia

Chamas avançam e o governador do estado declarou situação de emergência

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os incêndios florestais que atingiram a Califórnia, nos EUA, desde o último final de semana, provocaram a morte de cinco pessoas, até agora. Eles foram causados por mais de 10 mil raios que caíram na região. Segundo a Associated Press, agência de notícias de Nova York, uma das vítimas era piloto de helicóptero que estava atuando no combate as chamas. O fogo foi espalhado rapidamente e, por conta dos ventos e do clima quente no estado, que podem agravá-lo, o governador Gavin Newsom declarou situação de emergência na terça-feira (18).

Aproximadamente, 12 mil bombeiros foram convocados para combater o incêndio na Califórnia, que também conta com ajuda de outros estados americanos. "Estamos utilizando todos os recursos disponíveis para manter as comunidades seguras enquanto a Califórnia enfrenta incêndios em todo o estado em condições extremas", disse Newsom para a Associated Press.

Ele afirmou que há 20 grandes incêndios sendo controlados em todo o estado e que o mais grave acontece no norte. O imenso conjunto de seis incêndios é atualmente o segundo maio da história da Califórnia. Queimou uma área equivalente a praticamente duas vezes o tamanho de Salvador. Dois trabalhadores de emergência e dois civis foram feridos. Pelo menos 480 edifícios foram destruídos e outros 125 danificados. Na noite de sexta-feira (21), o fogo estava 15% contido.

Mais embaixo, na área da baía, um incêndio que começou na terça-feira de manhã se expandiu chegando a atingir uma área pouco menor que a destruição causada no norte. Ele está 10% contido e já se tornou o quarto maior da história do estado. Feriu pelo menos duas pessoas e gerou ordens de evacuação em quatro dos cinco condados afetados.

Ainda em agosto, nos condados de San Mateo e Santa Cruz, outro incêndio gerou ordens de evacuação para mais de 64 mil pessoas, feriu pelo menos três moradores e destruiu 50 estruturas. O incêndio se expandiu, atingindo uma área equivalente a aproximadamente um terço da capital baiana. O fogo está com contenção de 2%.

Dois outros incêndios ocupando três condados cresceram rapidamente, atingindo uma área pouco menor que o incêndio em San Mateo e Santa Cruz. Destruiu 38 estruturas e feriu pelo menos quatro pessoas. Cerca de nove mil pessoas tiveram que deixar as casas.

Especialistas em previsões do escritório do Serviço Nacional de Meteorologia da área da baía da Califórnia alertaram, em mensagem urgente sobre o clima na sexta-feira, que a situação pode piorar a medida que tempestades secas tragam mais raios e ventos neste fim de semana.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas