Incentivo à humanização das cidades e aos negócios sociais

agenda bahia
13.08.2018, 05:08:00
(Flávia Oliveira mediou debate entre Rogério Oliveira e Pablo Lazo (Foto: Marina Silva/CORREIO))

Incentivo à humanização das cidades e aos negócios sociais

Agenda Bahia 2018 reforça pioneirismo do evento

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

“Salvador tem sido pioneira. A gente roda o país e não são todas as capitais que têm colocado isso em pauta”. Com essas palavras, o  diretor da Yunus Brasil Negócios Sociais, Rogério Oliveira, destacou a importância dos temas debatidos no Fórum Agenda Bahia 2018, cujo primeiro seminário- Sustentabilidade do Agora - aconteceu na última quarta-feira (8). 

A nona edição do evento, que teve início em 2010, lotou o auditório da Federação das Indústrias da Bahia (Fieb), no bairro do Stiep. Ao todo, mais de 900 pessoas se inscreveram para participar do seminário, que trouxe palestrantes como o próprio Rogério Oliveira, além do mexicano Pablo Lazo, diretor da consultoria internacional Arup; e a diretora de Resiliência da Secretaria Municipal da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), Adriana Campelo, que é Chief Resilience Officer da iniciativa 100 Resilient Cities, da Fundação Rockfeller. 

Enquanto Lazo foi o responsável pela conferência de abertura - Salvador Humana - e relacionou o conceito de humanização dos espaços urbanos com inovação; Oliveira apresentou os chamados ‘negócios sociais’ - aqueles que têm o objetivo de erradicar um problema social ou ambiental, mas usam mecanismos de negócios tradicionais. 

Troca de experiências

À tarde, os negócios sociais foram o tema de uma das oficinas do seminário. Além disso, um workshop discutiu Economia Circular - Ecossistemas para as Cidades do Futuro; e outra oficina mostrou como o acesso a dados abertos pode revolucionar o exercício da cidadania. 

Por fim, as oito startups baianas selecionadas para o Desafio de Inovação Acelere[se], iniciativa do CORREIO e da Rede+, apresentaram seus negócios e contaram a história das empresas. 

Para a designer Lívia Fauaze, fundadora da Nonstop, uma consultoria de Design Estatégico, o Fórum Agenda Bahia trouxe oportunidades para dialogar e trocar experiências. Participante do seminário, ela foi a responsável pelo Dia Internacional da Criatividade, comemorado em 21 de abril, em Salvador. “A gente não tem como se eximir da realidade das cidades”, defendeu. 

Lotação máxima no auditório da Fieb, parceira do Agenda Bahia desde a primeira edição

Evento contribui para inovar economia 

Um momento para aprender, trocar conhecimentos e promover ideias para o desenvolvimento do estado. Isso tudo é parte do legado do Fórum Agenda Bahia para a economia baiana. 

O presidente da Rede Bahia, Antônio Carlos Júnior, destacou que, ao longo de nove anos, mais de 8,5 mil pessoas participaram de 235 atividades.

“Nossos palestrantes mostraram os esforços em várias áreas para que inteligências humanas e artificiais se combinem na busca de soluções criadas e que sejam úteis para as grandes cidades. Para estarmos aqui hoje, foram necessários esforços conjuntos de uma equipe engajada que sabe o quanto fazemos a diferença”, pontuou, durante a abertura do seminário. 

Evento diferenciado

Já o vice-presidente da Fieb, Carlos Passos, afirmou que são eventos como o Agenda Bahia que fazem com que as pessoas percebam que o futuro não está distante. “Temos as condições e os recursos para que esse sonho não fique só no sonho. Os governos e as empresas podem contribuir e aproveitar essa geração de pessoas que estão sendo motivadas para construir uma cidade, um estado e uma economia melhor”. 

O vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, agradeceu pela existência do fórum. “Eventos dessa natureza são fundamentais para ajudar no crescimento e no progresso de nossa cidade, para que a gente possa ter ideias e colocar em prática”. 

Crachá de papel semente 

Crachá cultivável

O crachá do seminário Sustentabilidade do Agora, feito em papel semente e com instruções no verso para que os participantes ‘plantassem’ o documento de identificação, conquistou os  perfis no Instagram de quem esteve na plateia do evento.

Em sua página  na rede social, o turismólogo e produtor de eventos Edy Lima (@edylima25) escreveu na legenda da foto: "O crachá é uma semente, gostei da iniciativa!", junto com a hastag #agendabahia2018

Outro perfil, @portalgeoreferencia, escreveu: "Viva a revolução ambiental!" na legenda da imagem do crachá ao lado da caneta ecológica, feita em papel kraft, e do bloquinho de anotações, em papel reciclado.

Já Marcela Rocha, @cela–rocha, comemorou o souvenir: "Crachá que não vai para o lixo, vai germinar"

O Fórum Agenda Bahia 2018 é uma realização do CORREIO, com patrocínio da Revita e Oi, e apoio institucional da Prefeitura de Salvador, Federação das Indústrias da Bahia (Fieb), Fundação Rockefeller e Rede Bahia.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas