Início do Bahia é o melhor em 33 anos: nem em 1988 foi tão bom

e.c. bahia
02.06.2019, 19:22:13
Atualizado: 03.06.2019, 11:35:51
Roger ainda não perdeu em casa no comando do Bahia (Felipe Oliveira / EC Bahia)

Início do Bahia é o melhor em 33 anos: nem em 1988 foi tão bom

Tricolor está com 100% de aproveitamento em quatro jogos em casa na Série A

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

É claro que a Série A está apenas no início, mas o torcedor do Bahia tem, sim, o direito de se empolgar: o Esquadrão não começa um Brasileiro tão bem há mais de 30 anos – uma época em que o futebol era totalmente diferente do atual.

Com 13 pontos na tabela, o aproveitamento do Bahia é de 61,9%. Após os resultados de ontem, o tricolor terminou a 7ª rodada em 6º lugar, com a mesma pontuação do 4º colocado, o Flamengo.

A última vez em que o Bahia começou tão bem um Brasileirão foi em 1986 – há quase 33 anos, portanto. Naquela edição o tricolor teve 100% de aproveitamento nas sete primeiras rodadas.

Em 2019 o Esquadrão está com 100% de aproveitamento nos quatro jogos como mandante: venceu Corinthians e Fluminense (3x2 em cada partida), Avaí e Grêmio (ambos por 1x0).

Como visitante foram duas derrotas – para Botafogo, por 3x2, e Athletico-PR, por 1x0 – e um empate, 0x0 com o São Paulo no Morumbi.

De volta a 1986, o Bahia estreou naquele Brasileirão em 31 de agosto, em casa, diante do Rio Branco-ES. Meteu logo um 4x0, dois gols de Bobô e dois de Cláudio Adão.

Além da dupla, o time, comandado por Orlando Fantoni, tinha Zanata, Edinho Jacaré, Zé Carlos e Sandro como atletas de destaque.

Naquela edição, o tricolor ainda venceria nas seis rodadas seguintes Vasco (0x1), Piauí (1x3), Tuna Luso (0x3), Santos (3x0), Operário-MT (2x1) e Náutico (1x0).

Como resultado, o Esquadrão passaria de fase invicto como líder do Grupo C. Só seria eliminado nas quartas de final, após dois jogos com o Guarani – 2x2 na Fonte e derrota por 1x0 em Campinas.

Ou seja: nem em 1988, ano em que foi bicampeão brasileiro, e em 1990, quando foi às semifinais, o Bahia começou o campeonato tão bem.

Em 1988 o time teve um desempenho mediano nos primeiros sete jogos: dois triunfos, quatro empates e uma derrota. E em 1990 começou com três triunfos, dois empates e duas derrotas.

Por isso, o capitão do Bahia, Lucas Fonseca, quer segurar a empolgação com a boa fase: “Independentemente da posição em que a gente se encontra agora, não pode se empolgar. O Brasileiro é muito difícil e tem muito para acontecer ainda até o final”.

Histórico do Bahia nas sete primeiras rodadas do Brasileirão:

2019 4 V, 1 E e 2 D
2018 2 V, 2 E e 3 D
2017 3 V, 1 E e 3 D
2014 2 V, 2 E e 3 D
2013 2 V, 3 E e 2 D
2012 1 V, 4 E e 2 D
2011 2 V, 2 E e 3 D

2003 2 V, 1 E e 4 D
2002 2 V, 1 E e 4 D
2001 3 V, 0 E e 4 D
2000 2 V, 3 E e 2 D

1997 1 V, 3 E e 3 D
1996 1 V, 2 E e 4 D
1995 2 V, 2 E e 3 D
1994 2 V, 2 E e 3 D
1993 2 V, 1 E e 4 D
1992 1 V, 2 E e 4 D
1991 1 V, 3 E e 3 D
1990 3 V, 2 E e 2 D
1989 1 V, 2 E e 4 D
1988 2 V, 4 E e 1 D
1987 2 V, 1 E e 4 D
1986 7 V, 0 E e 0 D

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas