Inteligência Artificial: o que ela é capaz de fazer? ASSISTA

salvador
28.08.2020, 20:26:30
Atualizado: 28.08.2020, 22:20:07

Inteligência Artificial: o que ela é capaz de fazer? ASSISTA

O tema da palestra está diretamente relacionado com a edição deste ano do Prêmio CORREIO de Futuro

A equipe formada pelos estudantes de Ciência da Computação e do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência Tecnologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba) Igor De Sousa Baldoino, Lucas Adorno Figueredo Oliveira e Victor Calazans Ramos venceu a 2ª edição do Prêmio Correio de Futuro, realizado pelo CORREIO. 

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (28), em uma transmissão ao vivo no Instagram do jornal (@correio24horas). Os três irão desenvolver um Mapa de Segurança da Bahia, com dados da Secretaria de Segurança Pública da Estado SSP-BA). "A gente quer dar ao leitor e ao jornalista do CORREIO esses dados através de um mapa para a pessoa consultar pela localidade, tendências, etc. Esse processo todo agregou muito valor pra gente. Nós três somos desenvolvedores e ter esse contato com a parte da pesquisa e também os workshops com o CORREIO foi muito gratificante. A gente começou buscando vários bancos de dados e o que poderia dar notícia. Depois disso, a gente inscreveu várias ideias. Isso foi filtrado e melhorado pelo CORREIO, que adicionou o valor jornalístico ao que a gente estava buscando", contou Lucas. 

A competição propôs aos participantes a criação de uma ideia inovadora para melhorar o monitoramento de dados públicos da Bahia, num formato que une comunicação e tecnologia. A ferramenta desenvolvida deverá ajudar os jornalistas a monitorar e capturar informações com maior facilidade para a produção de matérias.

Os campeões agora passarão pela fase de desenvolvimento e amadurecimento do produto sugerido ao jornal. Eles terão a oportunidade de desenvolver a ideia durante três meses, junto com a equipe do CORREIO e com mentoria do desenvolvedor Álvaro Justen, professor de programação e fundador do Brasil.IO.

Antes do anúncio, os internautas conferiram a palestra "Inteligência Artificial (IA): entre a ficção científica e a realidade”, com o professor da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e coordenador do Laboratório de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Interatividade, Computação e Novas Interfaces (Icon) Francisco de Paula Barretto. "Existe uma diferença muito grande dessa IA que vai exterminar a humanidade - mostrada nos filmes de ficção - da realidade. As IAs hoje são capazes de realizar tarefas muito específicas e que ainda sim ela falha miseravelmente em algumas coisas que são muito simples (...). Mas a máquina, embora pareça uma coisa muito abstrata e distante da gente, está presente aqui e agora. Por exemplo, quando a gente usa o Gmail, a gente está usando IA; a gente tem os Chatbots - a Lu, da Magazine Luiza; a Bia, do Bradesco; o CORREIO tem a Rosa; a gente tem sugestão de conteúdo de música e filme na Netflix e no Spotify. A IA está presente em uma série de atividades do dia a dia que a gente não percebe", ressaltou. 

Em sua fala, Barretto também pontuou a importância do Prêmio. "É fundamental esse tipo de iniciativa, para que a gente tenha um encurtamento das distâncias entre as universidades e a sociedade. A gente precisa, enquanto universidade, de uma válvula de escape para dar vazão ao que é produzido dentro da universidade. Normalmente os estudantes aprendem muita coisa, mas têm uma dificuldade de aplicar no mundo real e o Prêmio Correio de Futuro oferece esse ambiente muito interessante e muito rico de trocas", afirmou Barretto, que também é vice-coordenador do IHACLab-i.

O encontro virtual contou com a participação de Juan Torres, especialista em jornalismo de dados e coordenador de Inovação e Mídias Digitais do CORREIO. "A principal intenção do prêmio é promover inovação na comunicação e no jornalismo, através de uma maior sinergia do o jornalismo com a tecnologia”, completou Torres.

O Prêmio Correio de Futuro é um projeto do Jornal Correio, com o patrocínio do Hapvida, apoio da Claro e parceria do Sebrae.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas