Intimada a depor sobre Lumena, Carla Diaz rebate: 'Racismo reverso não existe'

em alta
08.04.2021, 16:20:00
Atualizado: 08.04.2021, 17:25:00
(Reprodução)

Intimada a depor sobre Lumena, Carla Diaz rebate: 'Racismo reverso não existe'

Deputado do PSL denunciou psicóloga baiana por discriminação racial no BBB

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A atriz Carla Diaz afirmou nesta quinta-feira (8) que foi intimada para prestar depoimento na polícia sobre um inquérito que investiga se ela foi vítima de discriminação racial no BBB21. Carla esclareceu que não foi ela quem prestou queixa e lembrou que racismo reverso não existe.

"Eu levei um susto, óbvio, até porque alguém pediu para a delegacia instaurar um inquérito, e eu vou ter que prestar esclarecimento sobre um procedimento de preconceito racial. Sim, como se eu fosse a vítima", disse a atriz, no Instagram.

A denúncia em questão foi feita pelo deputado estadual Anderson Moraes (PSL-RJ) em fevereiro, na Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), do Rio de Janeiro. Ele alegou que a psicóloga baiana Lumena Aleluia praticou "racismo contra brancos" por ter chamado Carla de "sem melanina", "desbotada" e dizer que ela tinha "olho de boneca assassina".

Carla disse que ficou chateada por estar envolvida na situação. "Acho tudo um absurdo", disse. "Acho importante afirmar aqui que racismo reverso não existe. Gente, por favor, vamos ler, vamos nos informar, internet tá aqui pra isso. O programa debateu racismo a semana toda. Eu tô muito chateada, até porque tudo isso começou quando eu ainda estava na casa, usaram o meu nome sem o meu conhecimento para me colocar nessa situação". 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas