Investigada por ofensas a pacientes, médica pede desculpas: 'Estresse e cansaço'

em alta
25.05.2022, 14:49:00
(Reprodução/TV Record)

Investigada por ofensas a pacientes, médica pede desculpas: 'Estresse e cansaço'

Ela diz que comentários sobre pronto-socorro foram feitos pensando no melhor

A médica Mariana de Lima Alves, afastada do trabalho em uma Unidade de Pronto Atendimento na Grande Curitiba após xingar um paciente, comentou o caso e pediu desculpas por seu comportamento. Mariana é contratada através de uma terceirizada para trabalhar em uma UPA na cidade de Almirante Tamandaré.

A médica reconheceu que errou em algumas publicações ao comentar sobre os pacientes, mas disse ao Uol que "a forma de indignação foi pensando no bem-estar geral dos pacientes".

Ela afirmou que as postagens foram "escritas em desabafo em momento de estresse e cansaço". "Entendo que todos mereçam ótimo tratamento e foi assim que sempre agi, porém, sempre me preocupei que pessoas com sintomas que deveriam ser tratados em UBS e serviços ambulatoriais pudessem causar filas que gerassem risco ao atendimento de pessoas em situações de urgência/emergência", afirmou.

Mariana também é investigada por conta da sua postura nas redes sociais pelo Conselhoe Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR).

Relembre
A postagem da médica Mariana de Lima Alves xingando um paciente não especificado viralizou neste final de semana no Twitter. Ela criticou o fato da pessoa ir até o pronto-socorro na madrugada por conta de uma infecção urinária. 

"Tem que ser muito FILHA DE UMA **** pra vir 1 da manhã no pronto-socorro por conta de infecção urinária viu. Não tem outra expressão pra descrever", escreveu a médica. Em outro post, ela reclamou de grávidas que ao invés de ir para maternidade quando estão para parir vão para a emergência. Também perguntou qual era "a tara" em ir para o pronto-socorro por conta de um sintoma que o paciente já teria há um mês.

Em nota, a prefeitura de Almirante Tamandaré lamentou o fato e disse que a conduta dela no trabalho diferia do que ela escreveu nas redes. "Segundo os colegas, (ela) sempre atendeu todos os pacientes com muito respeito e simpatia, sem reclamações por parte da população. Não tínhamos conhecimento destas publicações até o momento", afirmou a prefeitura.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas