IPCA para 2020 passa de 2,52% para 2,23%, já abaixo do piso da meta, revela Focus

economia
20.04.2020, 09:09:57

IPCA para 2020 passa de 2,52% para 2,23%, já abaixo do piso da meta, revela Focus

Relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2022, que seguiu em 3,50%

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os economistas do mercado financeiro reduziram mais uma vez a previsão para o IPCA - o índice oficial de preços - em 2020. O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 20, pelo Banco Central, mostra que a mediana para o IPCA neste ano foi de alta de 2,52% para 2,23%. Há um mês, estava 3,04%. A projeção para o índice em 2021 passou de 3,50% para 3,40%. Quatro semanas atrás, estava em 3,60%.

O relatório Focus trouxe ainda a projeção para o IPCA em 2022, que seguiu em 3,50%. Também no caso de 2023, a expectativa permaneceu em 3,50%. Há quatro semanas, essas projeções eram de 3,50% para ambos os casos.

A projeção dos economistas para a inflação está abaixo do piso da meta de 2020, cujo centro é de 4,00%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto porcentual (índice de 2,50% a 5,50%). No caso de 2021, a meta é de 3,75%, com margem de 1,5 ponto (de 2,25% a 5,25%). Já a meta de 2022 é de 3,50%, com margem de 1,5 ponto (de 2,00% a 5,00%).

No Focus agora divulgado, entre as instituições que mais se aproximam do resultado efetivo do IPCA no médio prazo, denominadas Top 5, a mediana das projeções para 2020 passou de 2,62% para 1,56%. Para 2021, a estimativa do Top 5 passou de 3,45% para 3,10%. Quatro semanas atrás, as expectativas estavam em 2,96% e 3,62%, respectivamente.

No caso de 2022, a mediana do IPCA no Top 5 permaneceu em 3,50%, ante 3,50% de um mês atrás. A projeção para 2023 no Top 5 continuou em 3,50% nesta semana, ante 3,38% de quatro semanas antes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas