Irã nega que avião ucraniano que caiu em Teerã tenha sido atingido por míssil

mundo
10.01.2020, 08:23:36
Atualizado: 10.01.2020, 08:27:42
(AFP)

Irã nega que avião ucraniano que caiu em Teerã tenha sido atingido por míssil

País também pediu que EUA e Canadá enviem evidências de que essa seria a explicação para a queda

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Irã negou nesta sexta-feira (10) as acusações de que um avião ucraniano fabricado pela Boeing, que caiu em Teerã na última terça-feira, foi derrubado por um míssil iraniano. O país persa também pediu aos Estados Unidos e Canadá, que afirmaram que há evidências de que essa seria a explicação para a queda, que compartilhassem qualquer informação que tivessem sobre o ocorrido, que matou 176 pessoas.

"O que é óbvio para nós, e o que podemos dizer com certeza, é que nenhum míssil atingiu o avião", disse Ali Abedzadeh, chefe do Departamento de Aviação nacional do Irã, em entrevista coletiva. "Se eles realmente têm certeza, devem vir e mostrar suas descobertas ao mundo", de acordo com os padrões internacionais, acrescentou.

Ontem, líderes de países ocidentais como os EUA e o Canadá disseram que o avião parecia ter sido atingido acidentalmente por um míssil perto de Teerã, poucas horas depois de o Irã lançar uma série de mísseis em duas bases usadas por forças americanas no Iraque. O ataque iraniano às bases iraquianas veio na sequência de um bombardeio americano ter matado o general Qassim Suleimani.

Hassan Rezaeifar, chefe da equipe de investigação iraniana, disse na mesma entrevista que a recuperação de dados dos gravadores de caixas-pretas poderia levar mais de um mês e que toda a investigação poderia se estender até o próximo ano. Fonte: Associated Press.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas