Itália supera os 10 mil mortos pelo novo coronavírus

saúde
28.03.2020, 15:09:50

Itália supera os 10 mil mortos pelo novo coronavírus

Foram 889 novos óbitos só nas últimas 24 horas, dados são da Defesa Civil

A Itália registrou 889 novas mortes por conta do novo coronavírus (Sars-CoV-2) nas últimas 24 horas, elevando o número total de falecidos pela Covid-19 para 10.023, informou a Defesa Civil neste sábado (28).   

Apesar de ter superado os 10 mil mortos, a quantidade registrada nas últimas 24 horas é menor do que a verificada no dia anterior, quando 919 pessoas faleceram - e 50 novos casos, que não haviam sido contabilizados na quinta-feira (26), foram adicionados. "Seguramente, se não tivéssemos adotado medidas drásticas de contenção teríamos outros números, bem mais altos, e as estruturas sanitárias que estão em estado crítico, estariam em estado dramático. Seria uma situação insustentável", disse o chefe da Defesa Civil, Angelo Borelli, ao ser questionado se considerava o número de mortos muito elevado nas últimas 24 horas.   

Ao todo, há 92.472 pessoas infectadas pelo vírus no país, sendo 70.065 casos ativos. Em números totais, foram 3.651 novos casos contra 4.401 registrados no dia anterior.   

A Defesa Civil informou que 1.434 pessoas foram curadas da Covid-19, elevando para 12.384 aquelas que conseguiram superar a doença. O número é mais do que o dobro do que havia sido registrado entre quinta e sexta-feira (27), quando 589 pessoas receberam alta.   

A Lombardia continua a liderar a estatística regional, com 39.415 casos - 2.117 a mais do que na sexta-feira. A região registrou 541 mortos no período, elevando para 5.944 vítimas na região. Na sequência, aparecem a Emília-Romagna (12.383), Vêneto (7.930), Piemonte (7.671), Toscana (3.817), Marcas (3.3373), Ligúria (2.822), Lazio (2.505), Campanha (1.592), Trentino-Alto Ádige (1.505), Púglia (1.458), Friúli-Veneza Giulia (1.436), Sicília (1.359), Abruzzo (1.133), Bolzano (1.109), Úmbria (969), Sardenha (624), Calábria (555) e Vale d'Aosta (511). (ANSA)

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas