Jaques Wagner pede desculpas a João Leão por anúncio surpresa em rádio

bahia
09.03.2022, 20:54:38

Jaques Wagner pede desculpas a João Leão por anúncio surpresa em rádio

Vice-governador não foi avisado sobre a nova reviravolta e anúncio na rádio acabou gerando um mal-estar na chapa

O senador Jaques Wagner (PT) pediu desculpas ao vice-governador João Leão (PP), ao deputado federal baiano Cacá Leão e ao Partido Progressista (PP) pela forma como conduziu o anúncio do candidato do PT na Bahia para as eleições deste ano. Wagner mandou o recado nesta quarta-feira (9), em vídeo durante entrevista exclusiva para Victor Pinto, do BNews, nos corredores do Congresso Nacional, em Brasília - onde participou do "Ato pela Terra".

"Leãozinho, me desculpe. Cacá... Mas eu estou aqui para conversar. Não deu certo, não deu tempo, não foi desatenção. Eu tinha que anunciar porque a gente estava sem caminho. E como fundador do grupo fui anunciar o caminho", diz o senador no vídeo. Wagner explicou também ao BNews que não o comunicou antecipadamente da decisão para que as informações não vazassem.

"Estou disposto a continuar com o PP dentro da aliança. Essa é a minha vontade, a vontade de Rui e a vontade do PT", reforçou o senador sobre a parceria. 

Anúncio surpresa
Na manhã da última segunda-feira (7), Jaques Wagner (PT) revelou, durante entrevista à rádio Metrópole, que o governador Rui Costa recuou da ideia de renunciar ao cargo para disputar uma vaga no Congresso e que o senador Otto Alencar (PSD), até então cotado para ocupar o lugar de Wagner no palanque da base, retornaria ao páreo para concorrer ao segundo mandato.

Leão não foi avisado sobre a nova reviravolta e o anúncio acabou gerando um mal-estar na chapa do Palácio de Ondina, já que o vice-governador ficou sabendo da nova decisão pelo rádio. 

O ocorrido elevou a pressão interna para que o partido deixe o bloco do PT e apoie a candidatura do ex-prefeito ACM Neto (União Brasil) ao governo. Na manhã desta quarta, Leão, que também é presidente do PP baiano, se reuniu com o senador Ciro Nogueira, presidente nacional licenciado do Progressistas e atual ministro-chefe da Casa Civil do Governo Federal, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, para traçar o futuro do partido na Bahia.

"Após as declarações do senador Jaques Wagner, em entrevista no início da semana, descumprindo alinhamentos construídos fruto de amplo diálogo, o PP da Bahia precisa refletir sobre seu futuro nas eleições estaduais deste ano", afirma Leão.

O líder do PP baiano explicou que estão sendo analisados alguns cenários. Um deles, o PP ter candidatura própria ao governo da Bahia. O outro, compor com a chapa majoritária do ex-prefeito de Salvador e secretário Geral do União Brasil, ACM Neto. João Leão ressaltou ainda a reunião que teve com o governador Rui Costa na segunda-feira.

"Qualquer decisão que o PP venha tomar sobre nossos rumos no estado será alinhada com as nossas bancadas, e também passará por uma conversa com o governador Rui Costa e com o ex-presidente Lula, com quem esteve nos últimos dias. Trabalhamos muito pelo nosso estado e o legado do PP precisa ser respeitado, da mesma forma como temos nutrido respeito por todos os nossos aliados”, destaca o vice-governador baiano.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas