'Jingle difamatório' funciona e Paulo Barreto perde eleição em Pendências

em alta
15.11.2020, 20:55:55

'Jingle difamatório' funciona e Paulo Barreto perde eleição em Pendências

Flaudivan (MDB) venceu disputa com mais de 50% dos votos; alvo da música ficou em 2º

Modelo de jingle difamatório contra Paulo Barreto e o irmão se espalha pela Bahia

 (Foto: Reprodução)

Quem é que foi eleito o prefeito de Pendências? O meme e o hábito podem te fazer cravar Paulo Barreto (e o irmão), mas o palpite está errado. O vencedor das eleições no pequeno município do Rio Grande do Norte, que ficou famoso por causa de um jingle não ortodoxo, foi Flaudivan, candidato do MDB.

Até o fechamento desta nota, o município já tinha 89% das urnas apuradas e Flaudivan detinha 54,97% dos votos. Paulo Barreto (PT) vem logo depois com 25,30%, seguido por Van da Serraria (PC do B) com 16,32%.

Paulo Barreto se tornou famoso no Brasil inteiro por causa de um jingle que o acusa de diversos crimes - de estelionato e desvio de dinheiro público a agressão e homicídio. Ele nega todas as acusações e diz que pretende processar o autor da música difamatória.

Em comunicado enviado à coluna Baianidades, Paulo afirma que seus advogados já foram acionados para agir “contra as informações caluniosas e difamatórias sobre sua pessoa e seus familiares”. 

“Destacamos que somos contrários a qualquer  tipo de violência ou difusão de inverdades. (...) Repudiamos todo tipo de ação política pautada em ataques pessoais. (...) Vamos buscar a identificação e a responsabilização legal aos envolvidos neste crime”, diz o comunicado da candidatura, citando ainda que busca “uma campanha propositiva”.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas