Joice Hasselmann estuda processar filhos de Bolsonaro caso ataques não cessem

brasil
21.10.2019, 15:28:00
Atualizado: 21.10.2019, 15:28:34
(Foto: Reprodução)

Joice Hasselmann estuda processar filhos de Bolsonaro caso ataques não cessem

'Não tenho medo de marmanjos', disse a parlamentar que também avalia acioná-los no Conselho de Ética

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A ex-líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que pretende acionar na Justiça o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) caso estes "não cessem" os ataques contra ela nas redes sociais.

Desde quando foi destituída da liderança do governo no Congresso, Joice vem acusando o governo e os filhos do presidente de usarem uma "milícia digital" para atacar desafetos políticos e a oposição.

"Os ataques são por orientação dos 'filhotes'. Eles têm o mesmo modus operandi de sempre. Criam memes e vídeos apócrifos e espalham nos grupos e páginas. Alguns perfis são fakes. Há assessores envolvidos", afirmou, na noite deste domingo, dia 20

Ao ser questionada sobre quem são esses assessores e por quem eles são pagos, a deputada disse que não iria "passar essa informação agora", mas insistiu que pretende manter o embate com Carlos e Eduardo na internet caso as provocações, segundo ela, continuem.

"Vou continuar enfrentando nas redes e, se preciso for, na Justiça e Conselho de Ética. Não tenho medo de marmanjos. Esses moleques precisam de camisa de força e são um risco para o Brasil e para o mandato do presidente da República", afirmou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas