Jovem baiano do Parque Social compartilha iniciativas locais de cidadania

salvador
12.08.2020, 23:09:00
Atualizado: 12.08.2020, 23:10:20
(Foto: Reprodução/Youtube)

Jovem baiano do Parque Social compartilha iniciativas locais de cidadania

Em live, soteropolitano contou sobre iniciativa de educação desenvolvida no local onde estuda

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em comemoração ao Dia Internacional da Juventude, celebrado nesta quarta-feira (12), o Parque Social, organização sem fins lucrativos com sede em Salvador, participou da live “Local x Global O Papel das Juventudes nas Transformações do Mundo”, em parceria com a rede Em Movimento. Representada pelo jovem soteropolitano Renan Carmo Chagas, que no ano passado foi participante do projeto Jovem Líder Empreendedor Social, a instituição entrou no debate virtual para o compartilhamento de informações sobre as iniciativas locais de cidadania.  

No encontro, que contou com jovens de várias regiões do Brasil, Renan Carmo, que é morador da comunidade de Tubarão, no bairro de Paripe, contou sobre a sua experiência como voluntário de uma creche há quase três anos e relatou seu incômodo em relação a uma falta de projeto do governo estadual e do Ministério da Educação sobre a futura retomada das aulas na Bahia. 

“O que venho observando é uma falta de preocupação com a educação. Acho a questão do retorno presencial desnecessária no momento, não é o ideal. Aqui, iniciamos o isolamento em março, então a gente vai para quase seis meses de pandemia, e não teve um posicionamento sobre o protocolo de retorno das aulas, se vai ter um ensino híbrido, como vão elaborar, se vão dar Ead, se vai ter suporte”, disse. Por decreto estadual, as aulas estão suspensas nas escolas baianas até o dia 14 de agosto e a medida pode ser adiada.

Na live, os jovens participantes citaram as causas em que estão envolvidos neste processo de superação do atual cenário. Renan citou que está promovendo um projeto de educação remota no seu colégio técnico, o Centro Estadual de Educação Profissional Irmã Dulce. A iniciativa, batizada de Inovar para Vencer tem o objetivo de incentivar a autoestima dos estudantes da unidade para que se mantenham estudando e não percam o vínculo escolar.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas