Jovem é executado no trabalho em Simões Filho: 'Revoltante'

bahia
01.03.2022, 12:56:34
(Foto: Acervo Pessoal)

Jovem é executado no trabalho em Simões Filho: 'Revoltante'

De acordo com pai, Manoel foi morto por não aceitar entrar para o tráfico de drogas

O período de Carnaval terminou em tragédia para a família de Manoel Moreira da Anunciação Filho, 23 anos, que foi executado enquanto trabalhava em uma oficina de plotagem em Simões Filho nesta segunda-feira (28). 

De acordo com familiares, por volta das 12h, dois homens chegaram em uma moto na oficina, localizada na Rua Valter Aragão de Souza, no Km-25 e dispararam sete vezes contra ele. Os tiros atingiram a cabeça, a boca e o braço de Manoel, que morreu na hora.

O pai do jovem, Manoel da Anunciação, 49, diz saber por quais razões ele foi executado.

"Ele era um menino direito, que não tinha nada com o crime. Mas o tráfico queria que ele entrasse nessa vida ruim. Como ele não aceitou de jeito nenhum foram lá e mataram", conta o pai, que trabalha como motorista e afirma que o filho é o terceiro a morrer na região pelo mesmo motivo.

Ainda segundo o pai, o jovem nunca quis essa vida pela família. "Ele tem um filho de dois anos, uma esposa e nós também. Não queria ser do tráfico e os caras se revoltaram. Tá todo mundo muito abalado com a situação lá", relata. 

Ao lado de familiares e tentando conter o choro, o motorista lamentou o ocorrido. "Ver o filho ser executado assim de uma forma que a gente não faz nem com animal é muito chocante. E ele era bom filho, boa pessoa. Todo mundo gostava dele lá. É revoltante", completou Manoel.

 Em nota, a Polícia Civil informou que investiga a morte do rapaz. De acordo com informações preliminares divulgadas pela PC, a vítima foi surpreendida por dois homens em uma moto. Um deles fez vários disparos e fugiu. Ele chegou a ser socorrido por policiais militares para o Hospital Municipal de Simões Filho, mas não resistiu.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas