Jovem mata o pai após ele se negar a reconhecer paternidade na Bahia

bahia
10.12.2017, 19:45:01
Atualizado: 10.12.2017, 19:50:18

Jovem mata o pai após ele se negar a reconhecer paternidade na Bahia

Rapaz discutiu com idoso e o esfaqueou em Itapetinga

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Gabriel, 22 anos, descobriu que era filho de idoso três anos atrás (Foto: Divulgação/SSP)

O fato de não ser assumido como filho motivou Gabriel de Souza Lima, 22 anos, a matar Edetor Pires Vieira, 74, na cidade de Itapetinga, no Sudoeste do estado. O crime aconteceu no dia 2, mas o rapaz só foi preso na Rodoviária da cidade, na madrugada deste domingo (10). A Justiça já havia expedido um mandado de prisão contra ele.

Durante depoimento na sede da 21ª Coordenaria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), em Itapetinga, Gabriel disse que há três anos descobriu ser filho de Edetor, popularmente conhecido como Índio, e que no dia do crime foi até a residência do pai para pedir que fosse reconhecido.

Segundo a assessoria da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ele contou sobre uma discussão e que ele deu um empurrão em Índio, derrubando-o no chão. Quando a vítima se levantou, segundo Gabriel, o ameaçou de morte. Nesse momento, o jovem pegou uma faca na cozinha e acertou a vítima por várias vezes.

"As equipes acompanharam as redes sociais do criminoso e sabiam da tentativa de fuga. Com auxílio das câmeras da rodoviária conseguiram prendê-lo. Bom refletirmos sobre como a sociedade está violenta. Uma discussão entre pai e filho terminar desse jeito é lamentável. E o pior é que a polícia é cobrada por estas mortes", declarou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), Flávio Góis. O delegado informou ainda que o jovem será encaminhado para o sistema prisional.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas