Jovem usa tornozeleira eletrônica para 'parecer perigoso' e acaba preso

em alta
06.04.2020, 10:22:12
Atualizado: 06.04.2020, 11:24:28

Jovem usa tornozeleira eletrônica para 'parecer perigoso' e acaba preso

Garoto comprou item de usuário de drogas por R$ 60 e desfilava pelas ruas de Cuiabá portando o apetrecho

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Reprodução

Na intenção de impor respeito, um jovem de 22 anos teve a ideia de comprar uma tornozeleira eletrônica para ostentar nas ruas de Cuiabá. O que o garoto não premeditou é que o apetrecho também chamaria a atenção da Polícia Militar, que acabou prendendo-o por causa do item. 

Segundo o Uol, o caso aconteceu na última sexta-feira (03, durante um patrulhamento dos policiais militares do batalhão Rotam, quando o rapaz foi abordado no bairro Pedregal enquanto conversava com dois amigos. 

Ao ser enquadrado pelos policiais, o garoto se esquivou sobre o uso da tornozeleira desligada, argumentando que não precisava usar, mas queria "ostentar e mostrar que é perigoso". 

"Ele de imediato respondeu que havia comprado a tornozeleira de um usuário de entorpecentes no valor de R$ 60 e que estava utilizando para ostentar, ou seja, para criar um certo status de respeitabilidade e ser temido pelos populares do bairro", disse, ao Uol, o cabo Marçal, que atendeu a ocorrência. 

O irmão do verdadeiro dono do equipamento também estava com ele, de acordo com a polícia. Inicialmente, o jovem, que tem 21 anos, passou um nome falso para a polícia, mas acabou confessando que a tornozeleira era de seu irmão. 

Todos acabaram sendo levados para a delegacia. "Ele foi devidamente qualificado pelo crime de receptação, tendo em vista que a tornozeleira eletrônica é um bem do estado", disse o cabo da PM.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas