Juíza marca interrogatório do acusado de matar a advogada Tatiane Spitzner

brasil
25.10.2018, 01:00:00
(Reprodução)

Juíza marca interrogatório do acusado de matar a advogada Tatiane Spitzner

Tatiane foi encontrada morta dentro do apartamento na madrugada do último dia 22 de julho

O interrogatório de Luis Felipe Manvailer, acusado de matar a esposa Tatiane Spitzner no apartamento em que moravam em Guarapuava, no Paraná, já foi marcado. A juíza Paola Gonçalves Mancini de Lima marcou a inquirição para o dia 13 de dezembro.

Tatiane foi encontrada morta dentro do apartamento na madrugada do último dia 22 de julho. Durante a investigação, imagens do circuito de segurança do edifício mostram que ela foi agredida por Manvailer antes de entrar no prédio, na garagem e, também, no elevador.

Depois da queda da advogada, Manvailer ainda buscou o corpo, levou para o apartamento e limpou os vestígios de sangue no corredor do prédio e dentro do elevador. Em seguida, ele fugiu do local de carro. 

Luis Felipe foi preso na manhã do mesmo dia da morte, após sofrer um acidente na rodovia BR-277, em São Miguel do Iguaçu, a 340 km de Guarapuava. A polícia suspeita de que o homem estava indo para o Paraguai. 

Segundo a denúncia, Luis Felipe matou Tatiane após diversas agressões físicas que teriam começado após um desentendimento, agindo por motivo fútil e desproporcional. Os promotores do caso também dizem que o laudo da perícia aponta que ele teria enforcado a vítima. Já defesa de e Manvailer afirma que ele é inocente.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas