Kia lança Sportage e confirma quatro novos veículos para o país

autos & etc
30.07.2022, 16:00:00

Kia lança Sportage e confirma quatro novos veículos para o país

Conheça quais são os novos produtos da marca coreana para o mercado brasileiro

A Kia está comemorando 30 anos no Brasil e, para celebrar o marco, lançou a nova geração do Sportage, seu produto de maior sucesso no país. A quinta geração do SUV chega para concorrer no segmento que é liderado pelo Compass, mas não terá volume para disputar com o modelo da Jeep.

De acordo com José Luiz Gandini, importador da Kia para o país, o ideal seria receber 400 unidades por mês. Mas o fabricante não consegue cumprir essa meta por conta da crise de componentes eletrônicos e de metais.

O Cerato será importado do México com motor turbo
O Cerato será importado do México com motor turbo
O Sorento, SUV de sete lugares, chegará híbrido ao país
O Sorento, SUV de sete lugares, chegará híbrido ao país
O elétrico EV6 está programado para o final de 2023
O elétrico EV6 está programado para o final de 2023
O Niro está programado para estrear em setembro
O Niro está programado para estrear em setembro

É uma situação complexa para uma empresa que comercializou 80 mil unidades em 2011. De qualquer forma, Gandini confirmou que irá ampliar o portfólio da marca no mercado nacional.

Para este ano, é certa a chegada do SUV híbrido Niro às 78 concessionárias da Kia no país. Para 2023, três estreias estão programadas: o SUV Sorento híbrido, o sedã Cerato com motor turbo e o elétrico EV6.

SPORTAGE HÍBRIDO
 Para o Brasil, a Kia está oferecendo a opção híbrida leve do Sportage, que é produzida na Eslováquia. O veículo utiliza a plataforma N3 do grupo Hyundai, da qual a Kia faz parte, e já foi desenvolvida para eletrificação.

O interior da versão EX Prestige, a topo de linha do SUV

A escolha para o Sportage foi uma opção híbrida leve, que utiliza um motor 1.6 litro turbo a gasolina que tem 180 cv de potência e 27 kgfm de torque. O propulsor é acoplado a uma transmissão automática de sete marchas com dupla embreagem.

Por ser um híbrido leve, o Sportage não tem grandes pacotes de baterias ou um motor elétrico capaz de tracionar o modelo. O sistema auxiliar é idêntico ao do Stonic, não rende força extra. Porém, há um modo de condução chamado Velejar, que desliga o motor a gasolina nas situações nas quais ele não é necessário.

O consumo urbano é de 11,5 km/l e 12,1 km/l na estrada

O bagageiro foi ampliado e agora tem capacidade para 562 litros, aumento de 59 litros. No entanto, para alojar a bateria, o porta-malas não leva mais um estepe, que foi substituído por um kit de reparo para furos.

O SUV chega ao país nas configurações EX, que custa R$ 224.990, e a EX Prestige, oferecida por R$ 259.990. A segunda opção agrega mais tecnologia e sofisticação como teto solar panorâmico, acabamento em couro para os bancos, mais assistentes de auxílio à condução, câmera de 360° e uma central multimídia maior.

CARRO POR ASSINATURA
A Nissan lançou nesta semana o Move, um serviço de carro por assinatura. Nessa modalidade de locação o cliente recebe sempre um veículo novo e a mensalidade inclui os custos de seguro, revisões e documentação.

Os planos disponíveis, que incluem todos os modelos da marca, permitem a personalização, com opções para diferentes perfis. Para alugar um Versa Sense CVT por 24 meses com franquia para rodar até 1 mil quilômetros por mês, por exemplo, as parcelas serão de R$ 2.409.

O Versa é o modelo mais acessível do novo serviço da Nissan

Em um primeiro momento, só será disponibilizado em nove cidades e Salvador é a única do Nordeste que irá oferecer o serviço nessa primeira fase.

MENOS FIOS A BORDO
A presença de cabos, chicotes e fios nos automóveis deve diminuir nos próximos anos.

A tendência é que tecnologias by-wire, que não mais exigem conexões mecânicas (cabos) ou fluídos de sistema, avancem.

A ZF, um dos principais fornecedores de componentes da indústria aponta que a partir do próximo ano isso já será realidade.

“Os sistemas inteligentes by-wire da ZF encerram a era das conexões mecânicas e possibilitam uma nova etapa na história do controle de veículos”, explica Wolf-Henning Scheider, CEO da ZF.

A ZF aposta na comunicação sem fio entre componentes

“A tecnologia permite novos recursos de segurança e conforto, como manobras evasivas autônomas de emergência ou estacionamento em espaços muito confinados. Ele marca um avanço no caminho para carros e caminhões totalmente autônomos, adicionando novo design e liberdade de engenharia”, completa o executivo.

MAIS HABILITADOS EM MOTOS
Um estudo da Abraciclo, associação dos fabricantes de motocicletas e similares, revela que o número de pessoas habilitadas com a carteira nacional de habilitação, na categoria A, cresceu 50,9% nos últimos dez anos.

Até o final do ano passado, 35,2 milhões de pessoas estavam aptas a conduzir veículos motorizados de duas ou três rodas. Em 2012, havia 23,3 milhões de motociclistas no Brasil.

MAIS MULHERES NO GUIDÃO
De acordo com dados da Abraciclo, o número de mulheres que assumiram o guidão cresceu mais de 80% nos últimos dez anos, passando de 4,5 milhões em 2012 para 8,3 milhões no ano passado.

O público feminino habilitado em moto quase dobrou em 10 anos

Esse índice de crescimento é superior ao registrado pelos homens, que foi de 43%: de 18,8 milhões habilitados em 2012 para 26,9 milhões em 2021.

FROTA NACIONAL DE MOTOS
Atualmente, o Brasil possui uma frota de mais de 30 milhões de motos e a proporção é de um veículo para cada sete habitantes.

Em 2012, esse índice era de uma motocicleta a cada dez pessoas. Entre os habilitados, os homens ainda são maioria e representam 76,5% dos motociclistas.

O MAIOR CONSUMIDOR DA FERRARI
Os Estados Unidos continuam sendo o principal mercado para a Ferrari.

Um levantamento da consultoria Jato Dynamics revelou que 1.859 carros do fabricante italiano foram emplacados no país no ano passado.

O volume é 21% superior ao de 2020, que somou 1.536 unidades.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas