Largos do Pelourinho passarão por reavaliação técnica, diz Acopelô

salvador
06.06.2017, 19:59:00
Atualizado: 06.06.2017, 19:59:28

Largos do Pelourinho passarão por reavaliação técnica, diz Acopelô

Em reunião com a Secult, comerciantes do Pelourinho conseguiram uma reavaliação técnica das estruturas dos largos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Largos permanecem abertos, mas shows estão proibidos (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

Em reunião com o gabinete da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), um grupo de comerciantes do Pelourinho conseguiu, nesta terça-feira (06), uma reavaliação técnica das estruturas dos largos Pedro Arcanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água – nos quais está proibida a realização de shows por motivos de segurança, segundo determinação do Corpo de Bombeiros (CB). Segundo a Associação de Comerciantes do Pelourinho (Acopelô), a visita dos técnicos está marcada para as 9h desta quinta-feira (8). 

Para Clarindo Silva, presidente da Acopelô, “não adianta as praças ficarem abertas se não tiver shows. O baiano não vem mais ao Pelourinho se não tiver eventos e, sem eventos, não há sobrevivência para nós”, defende. “(Os largos) não podem ficar abertos apenas para contemplação. O São João ganhou nível internacional! Esses espaços podem atrair grandes eventos”, argumenta. De acordo com o presidente, o Pelourinho vive uma de suas piores crises e cerca 166 estabelecimentos do bairro fecharam as portas nos últimos anos. 

Procurados pelo CORREIO, o Governo do Estado não respondeu aos questionamentos. No entanto, a Secretaria de Comunicação (Secom) informou que os detalhes da reforma das praças serão divulgados pelo Governo assim que o processo licitatório – comandado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) – e o cronograma de obras estiverem prontos. Segundo o IPAC, serão investidos cerca de R$ 2 milhões do Tesouro Estadual na revitalização dos largos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas