Leões são encontrados em condições deploráveis em zoológico no Sudão

mundo
20.01.2020, 19:22:00
Atualizado: 20.01.2020, 19:22:54

Leões são encontrados em condições deploráveis em zoológico no Sudão

Um dos animais morreu após ficar 'pele e osso'

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: AFP

A crise econômica que o Sudão está passando começa a afetar os animais do Zoológico Al-Qureshi em Cartum, capital do país. Pela falta de dinheiro, os cinco leões foram encontrados em estado deplorável por conta da falta de alimento e remédio.

Alguns relatos dizem que um animal já morreu depois de praticamente "pele e osso". Preocupados com a condição em que os leões estão, ativistas lançaram uma campanha online para salvar os felinos.

"Fiquei abalado quando vi esses leões no parque... seus ossos estão saindo da pele. Peço às pessoas e instituições interessadas que ajudem", pediu Osman Salih, no Facebook.

Veterinários falaram que a saúde dos leões se deteriorou e alguns perderam cerca de dois terços do seu peso corporal. "Os alimentos nem sempre estão disponíveis, com frequência compramos com nosso próprio dinheiro para alimentá-los", disse Essamelddine Hajjar, gerente do parque de financiamento privado.

As condições do local está afetando a saúde dos leões. "Eles estão sofrendo de doenças graves", disse o zelador Moataz Mahmoud. "Eles estão doentes e parecem estar desnutridos", completou.

Durante uma visita feita por jornalistas, um dos animais foi amarrado com uma corda e estava sendo alimentado com líquido através de gotejamento para se recuperar da desidratação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas