Luis Eduardo Magalhães: capital de Matopiba

sustentabilidade
26.11.2019, 11:50:15
Atualizado: 26.11.2019, 16:25:24

Luis Eduardo Magalhães: capital de Matopiba


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O antigo povoado de Mimoso do Oeste surgiu em 1982, no extremo Oeste da Bahia, com o Posto Mimoso (combustível), no entroncamento da BR-242 com a BR-020, onde foram construídas as primeiras casas. Em 1987 o pequeno povoado passou a ser distrito de Barreiras. Treze anos depois, em 30 de março de 2000, foi emancipado com o nome de Luis Eduardo Magalhães (Lei 7619/00) em homenagem ao ex-deputado baiano falecido precocemente.  Processos movidos junto ao Supremo Tribunal Federal - STF levaram à declaração de inconstitucionalidade da lei em 2007, quando o Congresso Nacional avalizou a criação do município através de Emenda Constitucional.

Gerado pelo encontro de desbravadores visionários, movidos por força, fé e esperança, e parido a fórceps, LEM parece ter nascido predestinado. É um dos municípios que mais cresceram no Brasil nos últimos 30 anos e - por concentrar inteligência nova - já é cobiçado como a Capital do Matopiba, região que compreende o bioma Cerrado dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, a nova grande fronteira agrícola nacional da atualidade. 

Chineses e árabes, que juntos ofertaram recentemente ao Brasil fundos de investimentos da ordem de US$100 bilhões e US$10 bilhões, respectivamente, já colocaram LEM no radar a partir das mudanças apresentadas pela Medida Provisória 897/2019, a “MP do Agro”, que abre oportunidades para investimentos estrangeiros no setor rural e a emissão de títulos verdes da agropecuária. Em 2018 foram investidos US$ 167 bilhões em títulos verdes no mundo, segundo dados da Climate Bonds Initiative.

Com área de 73 milhões de hectares, Matopiba é maior que todos os países europeus individualmente (menos a Russia). Estudo elaborado pelo Grupo de Inteligência Territorial Estratégica da Embrapa (GITE) propõe a delimitação territorial com sistema de inteligência estratégica, revelando o potencial dessa rica região com cerca 324 mil estabelecimentos agrícolas, 46 unidades de conservação, 35 terras indígenas e 781 assentamentos de reforma agrária. No subsolo está um oceano de água doce, o Sistema Aquífero Urucuia que estende-se por 76.000 km².

Neste expressivo cenário, o valor das áreas ainda chamadas apenas de reservas legais precisa ser revisto porque são, na verdade, bancos de germoplasma e de princípios ativos de interesse das industrias de biotecnologia e farmacêutica. Na nova visão da “eco-nomia”, para garantir a imperiosa preservação, base para aporte de recursos em qualquer novo negócio, essas áreas preservadas precisam ser valoradas, precificadas, monetizadas e fatoradas (integradas) na contabilidade das empresas/fazendas. No novo combo de contratos internacionais, a preservação está inserida como cláusula pétrea, aquela que não pode ser removida. 

Crescendo demográfica e economicamente a taxas chinesas, e aproximando-se dos 100 mil habitantes (a maior parte não será de fazendeiros ou trabalhadores rurais), além do agronegócio, LEM tem novas rotas de crescimento e de ofertas de serviços. Os grãos de soja, algodão e milho que florescem nos seus campos, têm mais tecnologia embarcada que as naves espaciais e os celulares de última geração. Exibindo a crescente musculatura dos seus potenciais para a ecoagoindústria global, a Capital do Matopiba passa a ser um ponto de interesse no mapa da Nasa [nasa.gov], por isso posiciona-se para avançar na perspectiva da agroindústria 4.0 e liderar as tendências da visão 5.0 de crescimento sustentável, articulando-se rapidamente com o mundo.

Enquanto o parque industrial de LEM, composto por empresas líderes em seus segmentos cresce em ritmo chinês, cerca de vinte multinacionais já estão lá funcionando como locomotivas para a toda a cadeia produtiva agroindustrial que vem a reboque; o Índice de Desenvolvimento Humano IDH-ONU (medida resumida do progresso a longo prazo em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde) é de 0,716 (media Bahia 0,660 / São Paulo 0,783); e o Produto Interno Bruto (PIB) per capita é de 55.074,20 (IBGE 2017 - 6º maior da Bahia) - ambos considerados altos em relação à média nacional.

Ao adotar os ODS, a Capital de Matopiba dá o tom e propõe sediar um encontro local do Fórum Econômico Mundial (WEF) de Davos, articulando-se com o que há de ponta no mundo, o Vale do Silício, na Califórnia, e organizando a “I Feira Bio-Tecnológica Digital – BioTeD” em parceria com a Rede WWI. Disruptiva, LEM acelera criando o seu “Startup Hub”, para ajudar tracionar agroindústrias e a economia local, exibindo o status do Brasil como a maior biopotência do planeta. Cidadãos corporativos devem se tornar catalisadores globais, ensina o WEF.

A força dos pioneiros visionário desbravadores, movidos por força, fé e esperança, permanece viva. Migrando do status de interior da Bahia para posicionar-se como um “ponto no planeta”, observados pelo WEF, LEM adota a Agenda 2030/ONU [www.agenda2030.com.br] e começa a montar o seu Plano Plurianual (PPA), a partir de 2020, orientado pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, pondo na mesa do planejamento as seguintes questões: Como estamos agora? Como queremos estar em 2030? O que nos levará, ano a ano, daqui até lá?

Eduardo Athayde é diretor da Rede WWI no Brasil. eduathayde@gmail.com

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bisneta-de-mae-senhora-inspira-baiana-azul-de-amaralina-conheca-cida-de-nana/
Bel Borba a contratou como modelo para monumento às baianas sem saber de ascendência, que inclui Mestre Didi e uma das fundadoras da 1ª casa de candomblé
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-do-marrom-o-dia-que-daniela-mercury-superou-britney-spears-em-portugal/
Durante a apresentação de Daniela Mercury no Rock in Rio Lisboa em 2004 falei até na TV portuguesa sobre Daniela
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-quarentena-anitta-lanca-clipe-para-tocame-com-gui-araujo-assista/
Vídeo traz fãs dançando em casa; é a primeira vez que funkeira contracena com namorado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/secretario-do-ministerio-da-saude-destrata-garcom-em-transmissao-ao-vivo-sai-dai/
Élcio Franco falava em medidas de segurança para reabertura da economia quando se incomodou com presença de servidor
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/policia-acredita-que-naya-rivera-se-afogou-e-busca-agora-e-por-corpo/
Imagens de câmera de segurança mostram ela saindo no barco com filho
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sandy-junior-contam-a-propria-historia-em-serie-documental/
Produção em sete capítulos do Globoplay inclui imagens caseiras dos irmãos, ainda antes de serem profissionais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pensei-em-me-matar-diz-atriz-de-malhacao-apos-video-em-site-porno-veja-desabafo/
Pillar Costa, que atuou na novela da Globo no ano passado, entrou em depressão
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/claudia-leitte-festeja-40-anos-com-live-repleta-de-convidados/
Any Gabrielly, Léo Santana, Zaac, Hungria Hip Hop, Lore Improta, Bera e Dennis DJ estarão na festa
Ler Mais