Luísa Sonza aparece chorando após ser atacada pela morte do filho de Whindersson

em alta
31.05.2021, 16:01:00
Atualizado: 31.05.2021, 16:09:51
(Reprodução)

Luísa Sonza aparece chorando após ser atacada pela morte do filho de Whindersson

Ela postou stories pedindo que as pessoas parassem, mas apagou as mensagens

A cantora Luisa Sonza postou vídeos em que aparece chorando e pedindo os fins dos ataques que vem sofrendo nesta segunda-feira (31), depois da morte do filho do ex-marido, Whindersson Nunes. 

“Pelo amor de Deus, parem com essa história! Ninguém aguenta mais, gente. Ninguém aguenta mais… Pelo amor de Deus! Parem com isso!”, pede Luísa nos stories, que foram deletados pouco depois, segundo a colunista Fabia Oliveira, de O Dia.

A atitude de Luísa voltou a dividir opiniões. "Ridículo atacarem ela, mas não é o momento de concentrar a situação nela mesma. O cara acabou de perder um filho. Hate na internet todo artista sofre", escreveu uma jovem, afirmando que o sofrimento dela não é nada perto do que Whindersson e a mulher Maria Lina passam no momento. Outros criticaram os internautas que invadiram o Instagram da artista com comentários de crítica. "Tem que ser extremamente podre pra sentir algum prazer em proporcionar esse tipo de sofrimento pra alguém".

Desde que Whindersson anunciou a morte do filho João Miguel, que nasceu prematuro no sábado e faleceu hoje, Luísa sofre ataques nas redes sociais. “Vendo o que rolou com o Whindersson e Maria eu só consigo lembrar da Luísa causando por uma cena que já tinha passado, tudo isso durante um momento delicadíssimo que o Whindersson estava passando”, escreveu um internauta, em referência à polêmica sobre se houve traição ou não no relacionamento dos dois, que voltou à tona recentemente.

Outros culparam a morte aos fãs de Sonza. "Desejaram tanto mal a Marina Lina que o bebê nasceu antes do tempo... Deus tenha piedade desses seus fãs, Luisa. Pois a maioria teve culpa disso... a maioria foi lá atacar", escreveu outra no instagram da cantora.

"Satisfeita?", "Agora tá feliz, querida?", foram alguns dos comentários deixados no perfil da cantora. "Ainda vai lançar uma música contando a história dela com o Whindersson pro coitado receber mais hater", atacou outra internauta. "Vai lá, lança a música. Aproveita a dor dos pais e se promove", atacou outra pessoa. "Vê se agora deixa o Whindersson e a esposa em paz, e para de reviver coisas do passado, siga sua vida e deixe eles seguirem a deles", dizia outro comentário.

A mãe da criança, Maria Lins, vinha sofrendo ataques. Há três semanas, Whindersson desabafou dizendo que ela recebia mensagens desejando que perdesse o bebê. "O povo vai no insta da Maria dizer que ela vai perder o bebê, não sai nada que preste desse assunto, é incontrolável", escreveu o humorista, sem fazer referência direta à ex-mulher. 

Ele acrescentou: "Espero ficar em paz, todos em paz, falo da Maria grávida sim, não venham me dizer que isso não é importante, não vou fazer um parto todo humanizado e vocês tirando a paz dela, se vocês não acreditam no que pregam, pois eu acredito que essas coisas que perturba a mãe perturba a criança", escreveu.

Maria Lina se pronunciou após a morte do filho, afirmando estar "despedaçada" com a perda. Já Whindersson publicou uma música que escreveu para João Miguel. Ele publicou a canção hoje e escreveu "E eu tento não odiar quem desejou mal ao meu filho, mas eu sou humano, meu coração parece que vai sumir pra dentro e engolir meu peito".

(Foto: Reprodução)

Nascimento e morte
O pequeno João Miguel, filho de Whindersson e Maria Lina, morreu na madrugada de hoje. O bebê nasceu prematuro, com apenas 22 semanas de gravidez, no sábado (29). Ele estava internado na UTI de uma maternidade de São Paulo desde então. 

“A assessoria de imprensa de Whindersson Nunes informa com tristeza o falecimento de seu filho, João Miguel, na madrugada desta segunda-feira (31/5)”, informaram os representantes do humorista.

(Foto: Reprodução)

Whindersson surpreendeu os seguidores na tarde do domingo (30) ao compartilhar uma foto em preto e branco na qual aparece segurando a mão do bebê, que nascera no dia anterior. Na legenda, falou sobre a sensação de conhecer o pequeno. “Ontem eu conheci meu filho, e a primeira vez que encostei nele foi como se eu encostasse em um pedaço de Deus. A tanto tempo eu não me sentia vivo”, escreveu na ocasião, dizendo que o menino era sua cara "cagado e cuspido".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas