Lula teve covid-19 e precisou fazer quarentena em Cuba

coronavírus
21.01.2021, 16:53:00
Atualizado: 22.01.2021, 18:48:22
(Ricardo Stuckert)

Lula teve covid-19 e precisou fazer quarentena em Cuba

Escritor Fernando Morais, que acompanhava ex-presidente, precisou ser hospitalizado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ex-presidente Lula foi diagnosticado com covid-19 em 26 de dezembro, quando estava em Cuba, e precisou fazer 14 dias de quarentena no país. A informação foi antecipada pela coluna de Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo e confirmada pelo presidente.

O escritor Fernando Morais, que viajou com Lula, também ficou doente e precisou ser internado na ilha, mas já está curado. Ambos chegaram na quarta (20) ao Brasil.

Lula não teve sintomas, mas a doença foi detectada nos exames que ele fez seguindo protocolos cubanos para estrangeiros recém-chegados. Três dias antes de embarcar, o ex-presidente e uma comitiva de oito pessoas fizeram exames de RT-PCR, dando negativo. Um dia após chegar a Cuba, em novo exame, todos negativaram.

Cuba exige que cinco dias depois o viajante repita o exame, pois há possibilidade do RT-PCR não detectar o vírus logo após infecção, no chamado período de incubação. Foi então que dos nove viajantes se constatou que oito estavam com covid: Lula, a noiva Janja, Fernando Morais, o fotógrafo Ricardo Stuckert e quatro assessores.

Uma tomografia mostrou que Lula tinha lesões pulmonares compatíveis com a doença. Como ele seguia sem sintomas, foi mandado para casa com os demais e orientado a fazer quarentena. Só Morais foi hospitalizado. Em nota oficial, Lula reforça que cumpriu a quarentena no país e que não precisou ser internado. O ex-presidente afirma ainda “que decidiu comunicar a doença apenas na chegada ao Brasil para preservar sua família e a dos demais infectados”. 

Lula e outros que tiveram problema pulmonar tomaram corticoide e anticoagulantes. A coluna diz que também foi receitado o imunomodulador Jusvinza a Lula. Os que não tiveram lesão pulmonar usaram Interferon, versão injetável ou nasal.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas