Mãe de Paulo Gustavo chora ao ver recado de Thales e netos

em alta
17.09.2021, 13:23:14
Atualizado: 17.09.2021, 13:30:34

Mãe de Paulo Gustavo chora ao ver recado de Thales e netos

Ela se emocionou no primeiro aniversário sem o filho Paulo Gustavo

Dea Lúcia completa 74 anos nesta sexta-feira, 17. Em entrevista ao programa Mais Você, ela contou como está se sentindo no primeiro aniversário sem o filho Paulo Gustavo.

O ator morreu em maio deste ano, vítima de complicações da covid-19. Déa foi a inspiração para Dona Hermínia, personagem de sucesso do comediante.

"Difícil, né? Tenho muitos amigos querendo vir aqui em casa, mas não dá pra comemorar. Vou almoçar com meu genro, o Thales, e as crianças vem aqui. Vai ser só isso hoje, não tem como comemorar nada", disse.

"Sou muito grata ao Brasil todo, foram muitas orações, muito apoio. Não tive coragem de fazer um vídeo para falar, eu choro. Foi muito apoio que recebi. Essa força vem da fé, tenho muita fé Agradeço a Deus todos os dias por ter tido a oportunidade de ter sido mãe dele", afirmou.

Thales Bretas, marido de Paulo Gustavo, mandou uma mensagem de aniversário para a sogra durante o programa. Emocionada, Déa falou sobre a proximidade que tem com o genro mesmo após a morte do filho.

"Meu genro faz tudo por mim. Eu sou aposentada do INSS que ganha uma merreca, meu filho me sustentava e morreu. Thales faz tudo por mim. Quero fazer um agradecimento e dizer do meu amor por ele. Meu filho soube escolher um homem maravilhoso, que teve uma educação maravilhosa. A família é importante na criação dos filhos e dos netos. Meus netos toda terça e quinta estão aqui comigo."


Dea Lúcia fez um apelo aos brasileiros que estão andando nas ruas sem usar máscara. Ela pediu que as pessoas tomem cuidado para não disseminar ainda mais a covid-19 e contou que, em dezembro, testou positivo para a doença, mas não teve sintomas.

"Eu tive covid em dezembro e não sabia. Ele [Paulo Gustavo] fazia exame toda semana. Quando fiz o exame, estava positivo. Não tive nada, foi assintomático. Ele brincava comigo e me ligava: 'mãe, você está com covid mesmo? Você é tão ruim que nem o vírus aguentou com você'", lembrou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas