Mãe realiza sonho do filho gay de ser pai, empresta barriga e dá luz à gêmeos

em alta
05.09.2019, 15:53:00
Atualizado: 05.09.2019, 17:46:07
(Foto: Arquivo Pessoal)

Mãe realiza sonho do filho gay de ser pai, empresta barriga e dá luz à gêmeos

Noah e Maria Flor nasceram em Ribeirão Preto (SP) na última terça-feira (3)

Um jovem homossexual de Serrana (SP) teve seu sonho de ser pai realizado duplamente com a chegada dos gêmeos Noah e Maria Flor. E mais: quem "emprestou" a barriga para ele foi a sua mãe, a professora "Valdira das Neves", de 45 anos. 

Agora com "filho-neto" a professora entrou como "barriga solidária" e recebeu os espermatozóides do filho, o analista financeiro Marcelo das Neves Júnior, de 24 anos, e óvulos de uma doadora anônima, mais jovem.

De acordo com o G1, os bebês nasceram nesta terça-feira (3), no Hospital das Clínicas da USP em Ribeirão Preto/SP. Maria Flor nasceu com 2,250 quilos e Noah, 2,190 quilos. Já o menino foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica.

“Logo, logo, ele estará com a gente, com fé em Deus. Minha mãe está ótima”, disse Marcelo ao G1. Ele acompanhou o parto. A previsão inicial dos médicos era de que os bebês nasceriam somente em 12 de setembro.

Foto: Acervo Pessoal

Sonho
A professora aceitou o convite para ser “barriga solidária” e realizar o sonho do filho, que é homossexual e sempre desejou ser pai. Ela conta que, após o nascimento de Marcelo, queria dar um irmão a ele, mas não deu certo.

Aos 41 anos, após perder um bebê recém-nascido, Valdira procurou uma clínica de fertilização. Ela sabia que a idade e problemas na tireoide reduziriam a chance de uma gravidez.

Foi então que Marcelo encontrou uma oportunidade para viver o sonho de ser pai e sugeriu que a mãe fosse sua “barriga solidária”, com óvulos doados por uma mulher mais jovem.

Assim, as possibilidades de Valdira engravidar passariam de 3% para 50%. Após três tentativas sem sucesso, em janeiro de 2019 a fecundação foi bem sucedida e agora a família comemora a chegada dos gêmeos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas