Mancini em Salvador, polêmica entre tricolores e pedido de ajuda

bate-pronto
24.07.2017, 06:21:00
Atualizado: 05.08.2017, 15:15:58

Mancini em Salvador, polêmica entre tricolores e pedido de ajuda

Por editoria de Esporte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mancini em Salvador
Tem muito torcedor do Vitória que tem se assustado ao se bater com o técnico Vagner Mancini pelas ruas de Salvador desde a semana passada. Não, galera, ele não é o novo técnico do rubro-negro, pelo menos por enquanto. O treinador, que teve passagem pela Toca do Leão no ano passado, tem uma casa na capital baiana e decidiu fixar residência na cidade. Sem clube desde que foi demitido da Chapecoense, no começo de julho, Mancini aproveitou para cuidar da vida pessoal, como a mudança para a Boa Terra. Este foi o motivo da vinda dele, que já estava em Salvador antes da demissão de Alexandre Gallo. Agora, se o útil vai casar com o agradável, o tempo vai dizer.

Nota atualizada às 8h59 desta segunda-feira (24).

Polêmicas e redes sociais
Uma proposta de emenda ao projeto de alteração do estatuto do Bahia gerou polêmica. “Portar-se com correção e urbanidade nas dependências do clube, ou quando estiver a representá-lo, ou enquanto participante de sua torcida, inclusive nas redes sociais e nos ambientes virtuais”, diz a proposta, que tem como justificativa “ofensas em redes sociais serem passíveis de punição”. Torcedores se manifestaram contra e chamaram a proposta de ditadora. Já a Revolução Tricolor, que propôs a mudança, rebateu. “O objetivo jamais foi censurar, mas, disciplinar eventual denúncia no clube por ofensa cometida em ambiente virtual contra outrem ou a própria instituição”.

Jogadora pede ajuda para operar
Ser mulher no futebol não é fácil. Ser jogadora, então, nem se fala. A atacante Aila, do São Francisco, lançou uma campanha de arrecadação de fundos para conseguir pagar uma cirurgia que precisa fazer no joelho. Ela depende disso para poder voltar a jogar futebol. A jogadora, que tem 17 anos, sofreu uma grave lesão em janeiro do ano passado, durante uma partida, e, sem conseguir vaga para realizar o procedimento pelo SUS, decidiu partir para consultas com médicos particulares. A cirurgia, pré-agendada para o dia 5 de agosto,  custará R$ 8 mil, e Aila já arrecadou R$ 6,8 mil. Os dados bancários são: Caixa, ag. 1053, c/c 36718.5, operação 023, em nome de Aila Santana Carneiro. 

Palestras da gestão...
A pouco mais de quatro meses da eleição, os grupos políticos do Bahia começam a se movimentar. A Revolução Tricolor, da atual gestão, realizará um ciclo de palestras no sábado, no Hotel Catussaba.  Marcelo Sant’Ana e o gerente jurídico Vitor Ferraz estão entre os palestrantes.

... Pesquisa da oposição
Já a Nova Ordem Tricolor, grupo de oposição, lançou uma pesquisa na internet para conhecer o perfil econômico e social da torcida do Bahia. A ideia do grupo, que ainda não definiu candidato para este ano, é fundamentar melhor o seu plano de gestão e um novo plano de sócios.

Sport na mira da Liga
A Liga do Nordeste e o Esporte Interativo, dono dos direitos de transmissão da Copa do Nordeste, não descartam processar o Sport por quebra de contrato por ter desistido de disputar a Copa do Nordeste a partir de 2018. O clube é um dos signatários do acordo que garantiu o torneio até 2022.

Bode quer se aprimorar
Sem calendário de competições até o ano que vem, o presidente do Vitória da Conquista, Ederlane Amorim, tem aproveitado para participar do Curso de Gestão de Futebol realizado pela CBF no Rio de Janeiro. O módulo 4 aconteceu entre 14 e 16 de julho. O módulo final será em dezembro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas