MC Kevin cai da varanda de hotel no Rio de Janeiro

brasil
16.05.2021, 20:45:43
Atualizado: 16.05.2021, 22:14:36
(Reprodução)

MC Kevin cai da varanda de hotel no Rio de Janeiro

Estado de saúde do funkeiro é considerado grave

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O funkeiro Kevin Nascimento Bueno, 23 anos, o MC Kevin, caiu do 11º andar de um hotel na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, na noite deste domingo (16). Ele foi socorrido por bombeiros para o Hospital Miguel Couto e tem estado de saúde grave. A informação é do G1.

(Atualização: MC Kevin não resistiu e morreu na noite deste domingo)

Testemunhas contaram que Kevin estava no hotel acompanhado da mulher, Deolane Bezerra. Não há mais detalhes sobre a circunstância da queda no momento. Cenas da movimentação de socorro após a queda foram divulgadas nas redes sociais.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o estado de saúde do músico é grave. “O paciente Kevin Bueno deu entrada no Hospital Municipal Miguel Couto e seu estado de saúde é considerado muito grave”, diz. A irmã e amigos de Kevin fizeram posts pedindo orações. 

Ontem, o funkeiro fez um show na cidade e chegou a compartilhar imagens da festa nas redes sociais. Ele estava na cidade acompanhado da mulher, Deolane, com quem se casou em abrl no México. "É isso, piscina gelada. Entrei para o time (risos). Te amo. Casei, é isso. Deus abençoe e ilumine minha família", escreveu ele na ocasião.

(Foto: Reprodução)

Kevin já lançou músicas com MC Guimê e Igu, entre outros - é um dos artistas que participa de "Vergonha pra mídia", de Salvador da Rima. Seu primeiro lançamento foi em 2013 e seus sucessos incluem "Cavalo de Troia" e "O menino encantou a quebrada".

Nos últimos anos, MC Kevin se envolveu em algumas polêmicas. A mais recente foi nesse ano, quando quatro PMs se sentiram ofendidos com publicações do funkeiro nas redes sociais. Os quatro registraram um boletim de ocorrência contra ele por injúria, em São Paulo. Na delegacia, Kevin minimizou seu comportamento, afirmando que as ofensas postadas no Instagram foram um gesto "imaturo", de um momento de desabafo. 

Na época, Kevin dirigia em São Paulo quando precisou passar por uma via na Vila Aurora que estava interditada por conta de uma ocorrência atendida pelos quatro PMs. Eles pediram que MC Kevin aguardasse a liberação da via. Depois disso, o funnkeiro teria feito posts no stories debochando e ofendendo os policiais.

Esse ano ele também chegou a se desentender com MC Livinho.“Livinho, você está me seguindo, para de me seguir, mano. Vai escrever suas músicas, tocar seu piano, suas flautas, vai tocar berimbau e me esquece. Agora é fácil vir atrás de mim, quantas vezes eu pedi para gravar uma música com você? Agora você quer minha atenção?”, comentou ele, dizendo que nunca tinha recebido atenção de Livinho. 

Livinho rebateu: “Não quero gravar com você, sabe por quê? Porque eu preferia mesmo trocar um papo com você. Eu sei que você não é isso, você é meu fã, veado. Você é meu fã e não assume. Você fica falando para eu ir tocar meus bagulhos porque sabe que eu sou monstro e você é monstro também. Eu levanto a bandeira do funk de uma forma que eu vou chegar em qualquer lugar e as pessoas vão me respeitar”, disse. Livinho foi um dos artistas que pediram orações neste domingo para MC Kevin.

Em 2019, foi preso em hotel de Belo Horizonte por consumo de drogas, depois que um funcionário do hotel chamou a polícia para reporter o cheiro de maconha que vinha do apartamento do cantor. Os policiais disseram que o músico e um admitiram que estavam usando maconha e haxixe. Eles foram levados para a delegacia e liberados após assinar um termo circunstanciado, para crimes considerados menos ofensivos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas