Médico atendia criança no momento em que foi assassinado; Polícia analisa imagens

bahia
23.09.2021, 20:55:26
Atualizado: 23.09.2021, 21:02:40
(Reprodução)

Médico atendia criança no momento em que foi assassinado; Polícia analisa imagens

Júlio César foi assassinado com quatro tiros no oeste da Bahia; câmera de segurança mostra atirador que chegou ao local utilizando um capacete

Imagens da câmara de segurança da clínica onde o médico Júlio César de Queiroz Teixeira, de 44 anos, trabalhava, mostraram os momentos que precederam seu assassinato, no munícipio de Barra, no oeste da Bahia. 

Leia mais: Médico pediatra é assassinado dentro de consultório no oeste da Bahia

Nas imagens divulgadas pela TV Bahia, é possível ver que às 08h28, a recepção da clínica, localizada na Rua Cardeal da Silva, no bairro Rosário, está cheia de crianças e adultos. Neste momento, um homem usando camisa comprida, calça jeans e capacete de motociclista sobe as escadas. Ele vai direto para a sala do pediatra Júlio César. Poucos momentos depois, começam os disparos e as pessoas começam a correr.

Em seguida, o atirador deixa a sala com a arma em punho e segue para as escadas. Logo depois, uma criança, que era atendida pelo médico no momento do crime, deixa a sala abraçada com uma mulher. Outra mulher usando um jaleco também sai de dentro da sala. 

Criança acompanhada de uma mulher deixa a sala após presenciar o assassinato do pediatra Júlio César (foto: reprodução)

Segundo a Polícia, Júlio César recebeu quatro tiros: na cabeça, no pescoço, no braço e no peito. Ele foi socorrido às pressas por outros funcionários da clínica e levado para o Hospital de Irecê, mas não resistiu.

Ainda de acordo com informações policiais, um segundo homem esperava o atirador na frente da clínica em uma motocicleta, onde fugiram. As investigações continuam, mas a polícia ainda não sabe o que motivou o crime.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas