Mercados municipais alteram horário de funcionamento; confira

salvador
18.03.2021, 13:40:00
Atualizado: 18.03.2021, 13:41:00

Mercados municipais alteram horário de funcionamento; confira

Semop informou que mudança foi para evitar aglomerações nas compras da Semana Santa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O horário de funcionamento dos mercados municipais foi alterado por conta da Semana Santa, que este ano será de 28 de março a 3 de abril. As mudanças adotadas pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) já estão em vigor e tem como objetivo evitar aglomerações e o risco de transmissão do novo coronavírus. A pasta elaborou protocolos de prevenção que serão adotados por esses espaços.

Algumas exigências já são esperadas: aferição da temperatura de clientes e funcionários, o uso de máscaras e de álcool em gel. Na semana do feriado religioso, será colocado um delimitador de pessoas na entrada do Mercado Popular de Água de Meninos, com entradas e saídas diferenciadas, e só será permitida a entrada de 50 pessoas por vez. 

A Semop informou que existe uma preocupação com o aumento do fluxo de pessoas nas feiras e mercados na semana que vem, por isso, a população precisa evitar aglomerações e, se possível, antecipar suas compras. Servidores da pasta vão atuar no ordenamento das filas.     

Funcionamento

  • Mercado Popular de Água de Meninos funciona das 5h às 14h, de segunda a sábado, e das 5h às 12h, do domingo.
  • Mercados do Jardim Cruzeiro, São Cristóvão e Dois de Julho, assim como o Nacs Periperi, abrem de segunda a sábado, das 10h às 15h, e no domingo, das 10h às 13h. 
  • No mercado de Itapuã, o horário de funcionamento vai das 10h às 16h, de segunda a sábado, e das 10h às 13h no domingo. O Nacs Itapuã, na Avenida Dorival Caymmi, também está aberto no mesmo horário.

Produtos 
Para a Páscoa, os produtos mais vendidos costumam ser justamente os frutos do mar, já que, durante a Quaresma, as pessoas evitam carnes vermelhas.

A Semop fez uma pesquisa de preços. Em Água de Meninos, o mais popular é a corvina, que costuma sair em média por R$ 17 o quilo. O camarão pode ser encontrado a partir de R$ 25 o quilo e, se for o filé, pode chegar a R$ 50/kg. Além destes dois produtos, a sardinha, o vermelho, badejo e a pescada amarela também têm boa procura.

Higienização
Para barrar o avanço e a contaminação da Covid-19, a Prefeitura, através da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), intensificou as ações de desinfecção nas feiras e mercados municipais da cidade. Desde o início da pandemia, há quase um ano, já foram realizadas 1.079 ações de higienização nesses equipamentos. Deste total, 534 foram nas feiras e 545 nos mercados municipais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas