Mesmo fechada, praia de Amaralina registra aglomeração na tarde de domingo (11)

coronavírus
11.10.2020, 16:20:00
Atualizado: 11.10.2020, 21:11:42
(Leitor CORREIO)

Mesmo fechada, praia de Amaralina registra aglomeração na tarde de domingo (11)

Todas as praias de Salvador estão proibidas de serem frequentadas aos sábados e domingos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os 32ºC de sensação térmica registrados em Salvador nesse domingo (11) fizeram com que banhistas escolhessem se refrescar na praia, mesmo sendo uma prática ainda proibida por decreto municipal. A aglomeração da vez foi registrada em Amaralina pelo leitor Drico Andrade, 37 anos. Ele mora na região e saiu de casa para caminhar na orla quando se deparou com a cena que ele fez questão de registrar e enviar para o CORREIO.  

“As imagens são de agora de tarde. Na manhã, já tinha saído para andar na orla e a Guarda Municipal estava presente, fiscalizando. Algumas pessoas quiseram entrar, mas eles não deixaram. Mas agora não tem ninguém para fiscalizar e aí me deparei com esse monte de gente”, disse o rapaz, que decidiu não finalizar o percurso desejado, por preocupação com a contaminação.  

“A gente fica inseguro por causa do coronavírus. Tenho uma mãe de idade, 65 anos, e me preocupo com a saúde dela. Tenho cumprido o isolamento, saindo só para trabalho. Amanhã, se tiver mais vazio, volto para caminhar novamente”, completou. Nas fotos e vídeo enviados pelo leitor, é possível ver pessoas sem máscara sentadas, brincando na faixa de areia ou se banhando na água do mar

.  

Desde quando foi reaberta, no dia 18 de setembro, a praia de Amarallina chegou a ficar fechada durante uma semana, pois no local os banhistas não respeitarem as medidas de segurança determinadas: evitar aglomerações, usar máscara sempre que estivesse fora d'água, não consumir bebidas nem alimentos na praia e não frequentar aos sábados e domingos. 

A reabertura da praia aconteceu na última quarta-feira (7) e, logo no seu primeiro final de semana, voltou a ser palco do descumprimento das regras estabelecidas.  

Relembre 
Um decreto de 20 de março determinou o fechamento de todas as praias de Salvador por conta da pandemia. Quase seis meses depois, no dia 18 de setembro, o prefeito anunciou a reabertura desses espaços a partir do dia 21, uma segunda-feira, mas com algumas ressalvas. As praias do Porto da Barra, Buracão e Paciência permanecem fechadas porque têm uma faixa de areia muito estreita o que provoca aglomerações. A de Piatã está temporariamente interditada, por ter registrado desrespeito às medidas de segurança.  

Já São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Amaralina e Itapuã podem funcionar apenas de terça à sexta-feira. A prefeitura excluiu a segunda-feira desses cinco espaços porque esse dia tem movimento grande de banhistas nesses locais. As demais praias podem funcionar de segunda à sexta-feira, e não há limite de horário em nenhum dos casos. 

Todas as praias de Salvador estão proibidas de receberem público aos fins de semana. O protocolo determina distanciamento de 1,5 metro entre os banhistas, uso de máscara sempre que estiver fora do mar, proíbe o comércio de alimentos na praia, não permite uso de cooler ou caixa de isopor com comidas e bebidas, nem o uso de cadeiras e sombreiros, e limita as atividades esportivas para apenas duas pessoas. 

* Com orientação do chefe de reportagem Jorge Gauthier 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas