Metrô de Salvador sofre pane elétrica e fecha 8 estações nesta terça (26) 

salvador
26.06.2018, 07:39:47
Atualizado: 26.06.2018, 19:46:47
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Metrô de Salvador sofre pane elétrica e fecha 8 estações nesta terça (26) 

Linha 1 - que liga Lapa a Pirajá - ficou parada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As oito estações da linha 1 do metrô de Salvador ficaram fechadas na manhã desta terça-feira (26). O metrô de Salvador sofreu uma pane elétrica, a partir de 6h40, que impactou no funcionamento das estações. A assessoria de comunicação da CCR Metrô informou que apura o motivo da falha - o serviço foi normalizado duas horas depois.

A linha 1 ainda funcionou da Lapa até o Retiro mas, na sequência, todas as estações foram fechadas. A linha 2 - do Acesso Norte ao Aeroporto - estava normal mas com intervalo de tempo maior, segundo um dos funcionários informou ao CORREIO.

Passageiros no momento em que foi anunciado que a Estação Pirajá seria fechada (Foto: Alini Gomes/CORREIO)

Pelo serviço de autofalantes das estações, os usuários foram avisados que as estações da linha 1 estavam sendo fechadas - Lapa, Campo da Pólvora, Brotas, Bonocô, Acesso Norte, Retiro, Bom Juá e Pirajá. A informação deixou os passageiros apreensivos.

"Estou em Pirajá desde 6h30 e estão avisando que as estações vão fechar. Está todo mundo saindo do metrô com prejuízo e os ônibus estão superlotados. Ficaram avisando que estavam tentando resolver e de uma hora pra outra avisaram que iam fechar os portões das estações. Todo mundo saiu correndo com medo de ficar preso lá sem poder sair", afirmou a dona de casa Valéria Santana. 

Moradora de Cajazeiras, a funcionária pública Verena Dantas precisava pegar a linha 2 para chegar até Lauro de Freitas. "Eu faço a integração para trocar de estação todos os dias, mas hoje não vou ter como fazer isso. É um absurdo. Tenho compromisso e vou perder por esse problema do metrô". 

Maria Luísa foi informada pelos seguranças que o metrô não irá funcionar (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

A auxiliar administrativa Maria Luísa Araújo, 27, saiu do bairro do Garcia às 7h30. Ela precisava estar no trabalho, às 8h, na região de Porto Seco Pirajá. Ao entrar na estação do metrô da Lapa, um dos seguranças lhe informou sobre a suspensão da linha 1. "Eu ainda não sei bem o que vou fazer. Estou aqui raciocinando. O pior é que eu não sei se existe ônibus direto até lá", conta a auxiliar administrativa.

Maria Luísa pegaria o metrô até a Estação Pirajá e, de lá, faria a integração com o ônibus até o Porto Seco. "Nem mandei uma mensagem ainda pro meu chefe pra explicar o atraso. Eu realmente não sei o que fazer", disse.

Falha identificada
Em nota, a CCR Metrô Bahia informou que na manhã desta terça-feira (26), por volta das 6h47, identificou uma falha técnica no sistema de energia na região da estação Bom Juá, na linha 1, mas para garantir a segurança os trens e estações foram esvaziados.

"Para garantir a segurança dos usuários, os trens foram evacuados por caminho seguro sob a orientação de Agentes de Atendimento e Segurança (AASs) da concessionária. As estações Bom Juá e Pirajá seguem fechadas, as demais da Linha 1 já foram abertas para os usuários. Os trens voltaram a circular entre as estações Lapa e Retiro, com intervalo de até quatro minutos e meio. O trajeto entre Estação Acesso Norte e Pirajá está sendo feito por ônibus disponibilizado pela CCR Metrô Bahia através da Semob (Secretaria de Mobilidade). Equipe técnica já está no local trabalhando para corrigir a falha e, assim, normalizar o serviço. A Linha 2 está funcionando normalmente com 14 trens em operação e intervalos de cerca de 4 minutos", afirmou a CCR Metrô, em nota, as 8h14. Segundo a concessionária, 9h21, toda a linha 1 já operava normalmente.

(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

O Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas completou quatro anos de operação no dia 11 de junho transportando uma média de 330 mil usuários por dia. Neste ano, o modal chegou à região do Aeroporto – fazendo a ligação entre a capital e a Região Metropolitana - e alcançou a marca de 100 milhões de passageiros transportados desde o início das operações. 

Da Lapa até o Aeroporto Internacional de Salvador, o tempo estimado em dias normais é de 35 minutos, ou ir da região do Iguatemi à RMS em pouco mais de 20 minutos.

Atualmente, o modal possui 33 km de extensão, 20 estações, 7 terminais de integração com ônibus, duas linhas em operação e mais de 800 viagens diárias. O serviço é gerenciado pela CCR Metrô Bahia que administra e opera o metrô e conta com cerca de 1.600 colaboradores diretos. 

Não foi a primeira vez
Em abril deste ano, passageiros da linha 1 do metrô passaram por um susto. O sistema sofreu também uma pane elétrica, por volta das 8h30 do dia 18, e alguns usuários tiveram que andar pelos trilhos para sair do local e conseguir chegar a um novo trem. À época, a CCR Metrô Bahia informou que se tratou de uma falha elétrica em uma via de trecho da Linha 1, entre as estações Bonocô e Lapa - a Linha 2 não foi afetada.

*Com supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas