'Minha batalha foi por respeito', diz Antônia Fontenelle

variedades
13.07.2019, 20:52:00
Atualizado: 13.07.2019, 20:52:02

'Minha batalha foi por respeito', diz Antônia Fontenelle

Apresentadora falou sobre reconhecimento como herdeira do ator Marcos Paulo após sete anos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

"Minha batalha sempre foi por respeito e eu consegui", disse a apresentadora Antônia Fontenelle, sobre ter sido reconhecida como herdeira do ator e diretor Marcos Paulo (1951-2012) após sete anos brigando na Justiça. Em entrevista ao Jornal O Dia, publicada neste sábado (13), a apresentadora falou sobre a vitória e sobre um possível perdão em relação às filhas de Marcos Paulo, que disseram que vão recorrer da decisão.

Fontenelle também se pronunciou sobre a informação divulgada de que teria ficado com os 12,5% da herança. "Essa declaração é mentirosa, feita pela assessoria das mesmas pessoas que por sete anos tentaram me tratar como espectro. Não vão recorrer porque sabem que não conseguiriam nada. Acabou. Minha batalha sempre foi por respeito e eu consegui. O resto é disse e me disse. Esses 12% foram pra me desmoralizar, no acórdão o que diz é que sou herdeira do meu marido e concorro em condições iguais às filhas. Só resta aceitar", afirmou.

Questionada se falou com alguma das filhas de Marcos Paulo após a decisão da Justiça ter saído, Fontenelle foi direta: "Nunca falei com elas antes. Não seria agora que as procuraria". A respeito de um possível perdão, a apresentadora disse que "as perdoou desde sempre".

Em resposta à pergunta sobre como Marcos Paulo reagiria a tudo que aconteceu, Fontenelle lembrou do dia em que recebeu a noticia. "Recebi um prêmio pelo meu trabalho, num lugar onde já fomos muito felizes, no antigo Castelo de Caras (localizado em Nova York, Estados Unidos). No dia seguinte, a duas ruas do apartamento em que compramos em Manhattan e venderam sem me avisar, meu advogado liga e diz que por unanimidade eu venci essa batalha judicial. Você acha que além de Deus tinha o dedo de quem? Dele", garantiu.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas