Ministério da Educação lança Enare; processo seletivo é voltado para residência médica

educamais
09.11.2020, 16:03:00
Atualizado: 09.11.2020, 16:50:03
(Foto: Shutterstock)

Ministério da Educação lança Enare; processo seletivo é voltado para residência médica

Serão ofertadas cerca de 405 vagas em oito hospitais universitários federais e um hospital militar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Ministério da Educação (MEC) anunciou, na última semana, mais um processo seletivo, o Enare, sigla para Exame Nacional de Residência Ebserh. Dessa vez, em parceria com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal responsável pela gestão de 40 hospitais universitários federais, a avaliação tem como foco selecionar candidatos para atuação em residências médicas, multi e uniprofissionais.

A previsão é de que sejam ofertadas 304 vagas em 41 especialidades na área de Residência Médica. Para a Residência Uniprofissional foram disponibilizadas oito vagas, entre enfermeiros e físicos médicos. A Residência Multiprofissional dispõe de 93 vagas, que incluem enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, odontólogos, nutricionistas e profissionais de Educação Física.

As inscrições poderão ser feitas já no próximo dia 23, de forma on-line, no endereço https://enare.ebserh.gov.br/. As provas serão realizadas em todas as capitais brasileiras e nas cidades de Araguaína (TO), São Carlos (SP) e Lagarto (SE).

Serão ofertadas cerca de 405 vagas em oito hospitais universitários federais e um hospital militar. Até então, os próprios hospitais eram responsáveis por seus processos seletivos. “Isso gerava algumas dificuldades para as instituições como critérios, etapas, datas e notas de corte diversas, risco maior de vagas ociosas, onerava e tornava os processos mais complexos, dentre outros”, disse o ministro da Educação, Milton Ribeiro, em nota.

Ainda de acordo com o ministro, com o Enare as universidades federais passam a ter menor possibilidade de vagas ociosas, eliminação da carga burocrática da realização, manutenção do controle programático e definições técnicas, eliminação de custos e a ampliação da qualificação da seleção.

Nesta primeira edição do exame, os selecionados atuarão nos hospitais de Campo Grande (Humap-UFMS/Ebserh), Teresina (HU-UFPI/Ebserh), Salvador (Hupes-UFBA/Ebserh), Aracaju (HU-UFS/Ebserh), Lagarto (HUL-UFS/Ebserh), Manaus (HUGV-Ufam/Ebserh), Araguaína (HDT-UFT/Ebserh) e São Carlos (HU-UFSCar/Ebserh), além do Hospital da Força Aérea Brasileira (HFAB).

*Com informações do MEC

Fonte: Agência Educa Mais Brasil


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas