Ministra Damares Alves vai a Cachoeira para apurar ameaças de morte à prefeita

bahia
09.05.2021, 15:31:37
Atualizado: 09.05.2021, 15:42:03
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Ministra Damares Alves vai a Cachoeira para apurar ameaças de morte à prefeita

Integrantes do Governo Federal e representantes do Congresso estarão na cidade baiana nesta segunda-feira (10) e terão encontro com Eliana Gonzaga

A ministra Damares Alves, titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), estará na cidade de Cachoeira, nesta segunda (10) para acompanhar a investigação de denúncias de ameaça de morte à prefeita, Eliana Gonzaga (Republicanos). Damares integra uma comitiva de autoridades do Governo Federal e do Congresso Nacional.
 
A delegação chegará na cidade do Recôncavo baiano pela manhã e será recebida na sede da Fundação Hansen Bahia. Além da ministra, integram a comitiva as deputadas federais Celina Leão (PP-DF), coordenadora da Bancada Feminina, Tereza Nelma (PSDB-AL), procuradora da Mulher na Câmara e procuradora-adjunta, Lídice da Mata (PSB-BA).
 
O procurador da República, Ruy Nestor Bastos Mello, titular no procedimento que apura as ameaças de morte e ataques racistas contra a prefeita Eliana também estará presente, além da secretária nacional de Política para as Mulheres, Cristiane Britto, a presidente da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, a secretária estadual de Políticas para as Mulheres da Bahia, Julieta Palmeira e a deputada estadual, Fabíola Mansur (PSB), dentre outras autoridades.
 
SSP diz que ameaças cessaram 
 
Eleita em 2020, a primeira mulher prefeita de Cachoeira, Eliana Gonzaga vem recebendo ameaças de morte e ataques racistas desde que venceu a eleição. Além disso, dois correligionários da gestora foram executados desde que o resultado das urnas foi definido. Ministério Público da Bahia e Secretaria de Segurança Pública apuram o caso. Em abrill, dois homens foram presos acusados de envolvimento nas ameças.
 
De acordo com a SSP, desde a determinação do acompanhamento de escoltas policiais, Eliana Gonzaga não tem mais recebido ameaças. Na última semana, uma sobrinha da prefeita foi assassinada, mas de acordo com investigações e com a prefeita, não há relação entre as ameaças e o crime que vitimou sua sobrinha.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas