Ministro da Defesa anuncia ajuda da Guarda Municipal em ação federal no Rio

brasil
31.07.2017, 16:29:00
Atualizado: 31.07.2017, 16:36:16

Ministro da Defesa anuncia ajuda da Guarda Municipal em ação federal no Rio

A Polícia Militar será liberada para combater crimes de maior gravidade. A GM não tem, por lei, direito a portar armas de fogo

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, anunciou nesta segunda-feira, 31, que a Guarda Municipal (GM) carioca ajudará na operação encabeçada pelo governo federal de combate ao crime. Segundo ele, a corporação deverá atuar na repressão de crimes de "baixo impacto", como roubos de carteira, celular e arrastões. Assim, a Polícia Militar será liberada para combater crimes de maior gravidade. A GM não tem, por lei, direito a portar armas de fogo.

"A guarda tem 8.500 homens, tem dados, informações, conhece a realidade, está próxima do cidadão no dia-a-dia e ela tem condições de nos ajudar no combate ao crime", disse o ministro, ao lado do prefeito Marcelo Crivella (PRB), na sede da prefeitura no Centro do Rio.

Jungmann disse, porém, que a partir desta segunda-feira, as tropas vão começar a se retirar das ruas para se preparar para a segunda fase da operação. Como ele explicou na semana passada, o primeiro momento é de reconhecimento dos soldados das ruas, o que inclui o patrulhamento; o segundo é o de inteligência. O Exército dará assistência a operações da polícia do Rio, segundo explicou o ministro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas