Moradores do Setor 2 de Cajazeiras 10 alegam sofrer com falta de água há oito dias

salvador
15.01.2022, 08:00:00
((Foto: divulgação) )

Moradores do Setor 2 de Cajazeiras 10 alegam sofrer com falta de água há oito dias

Reclamações já foram feitas à Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa)

Os moradores do Setor 2 do bairro de Cajazeiras 10, em Salvador, alegam que estão sem água há mais de oito dias. Segundo eles, reclamações já foram feitas à Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), mas que a situação segue sem solução. 

"Nós estamos passando o maior sufoco por conta da falta de água há mais de oito dias, pelo que eu tenho visto, todo Setor 2 de Cajazeiras 10 está sem água", afirma a técnica em enfermagem já aposentada Irene Pereira, de 63 anos. Ela explica que os moradores já ligaram inúmeras vezes para a Embasa e que eles dizem que vão regularizar o abastecimento, mas não acontece.

Irene conta que a Embasa alega estar realizando algum conserto na região, mas que ela nunca viu. Quem também tem passado sufoco com a falta de água é Aiene Cerqueira, 57. A diarista comenta que a água costuma cair em pingos lentos durante a madrugada e que eles precisam encher os baldes nesse momento. Fazer isso é muito difícil para ela e outras pessoas que trabalham e moram no bairro, já que precisam acordar cedo. 

Tânia Santos, 54, que mora com seis pessoas na mesma casa, diz que o sofrimento é absurdo com a falta de água e que o problema é recorrente. "Como que a gente usa o banheiro com tanta gente dentro de casa e sem água? É horrível", lamenta a mulher. 

A Embasa informa que o setor 2 é uma área alta do bairro e, com o aumento do consumo com o calor, se tiver qualquer vazamento, a pressão cai e afeta o abastecimento da região. A empresa confirma que uma equipe da Embasa realizará uma vistoria no bairro neste sábado (15).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas