Morre no HGE segunda vítima de atropelamento no Campo Grande

salvador
09.12.2018, 16:10:44
Atualizado: 09.12.2018, 19:55:59
Mãe e filha estavam juntas no ponto de ônibus, quando foram atropeladas (Foto: Reprodução/Vinícius Nascimento/CORREIO)

Morre no HGE segunda vítima de atropelamento no Campo Grande

Rita de Cássia Santana, 56 anos, morreu cinco dias depois da filha, Carla Beatriz

Morreu na madrugada deste domingo (9) a cuidadora de idosos Rita de Cássia Santana, 56 anos. Ela foi a segunda vítima do atropelamento ocorrido na última terça-feira (4), no Campo Grande, depois que uma motorista perdeu o controle do veículo e invadiu o ponto de ônibus em frente ao Teatro Castro Alves (TCA). No mesmo dia, a caminho do hospital, morreu a bióloga Carla Beatriz Santana Santos, 37, filha da cuidadora.

Rita de Cássia estava internada no Hospital Geral do Estado (HGE) desde o dia do acidente. Segundo a filha dela, a técnica de enfermagem Marcela Santana, a mãe não vinha respondendo bem à cirurgia. "Desde que ela fez a cirurgia, ela não teve nenhum resposta de melhora. Os médicos tentaram com medicação, mas nessa madrugada os rins dela entraram em colapso", disse.

O corpo de Rita de Cássia será sepultado nesta segunda-feira (10), às 16h, no Cemitério do Campo Santo, no mesmo local onde Carla Beatriz foi enterrada na tarde da última quinta-feira (6).

Local de atropelamentos sujo de sangue

Atropelamentos aconteceram no ponto de ônibus em frente ao TCA
(Foto: Marina Silva/Arquivo CORREIO)

O atropelamento
O acidente que matou mãe e filha aconteceu no início da tarde da última terça-feira (4). O carro que as atingiu era um Fiat Toro, com placa PKO-8594, dirigido por uma mulher que vinha da Rua Leovigildo Filgueiras, no Garcia, e se chocou com o pára-choque lateral de um ônibus que vinha da Rua João das Botas, no Canela.

Depois de bater no ônibus, a motorista perdeu o controle do veículo, derrubou uma placa que continha os itinerários das linhas de ônibus e invadiu a calçada. Segundo testemunhas, o ponto de ônibus estavam cheio e a tragédia não foi maior porque a placa segurou a velocidade do carro e muitas pessoas conseguiram correr.

A família das duas vítimas acredita que mãe e filha se encontraram no ponto de ônibus depois de Carla ir a uma consulta odontológica no Centro da cidade. Rita de Cássia trabalhava em um edifício no Campo Grande. Familiares reconheceram as duas ao verem a notícia do acidente pela TV.

A Polícia Civil investiga as causas do acidente que matou mãe e filha. Testemunhas foram ouvidas, assim como familiares das vítimas, motorista e cobrador do ônibus e a condutora do carro que invadiu a calçada. Ela foi ouvida e liberada. A polícia também requisitou imagem de câmeras de vigilância próximas ao local.



Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/o-ultimo-suspiro-foi-no-meu-colo-diz-mae-de-menina-morta-por-padrasto/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-negam-tiroteio-com-pm-em-portao-desceram-atirando/
Polícia Militar apura ação em jogo de futebol; testemunha relata pânico
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/tentativa-de-assalto-a-carro-forte-acaba-em-tiroteio-no-engenho-velho-da-federacao/
'Muitos tiros', diz testemunha de confronto entre bandidos e seguranças
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/povo-de-santo-se-une-e-realiza-atos-de-combate-a-intolerancia-religiosa/
Lagoa do Abaeté e Pedra de Xangô foram os palcos escolhidos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lutador-brasileiro-do-ufc-salva-adolescente-de-afogamento-nos-eua/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pelo-menos-uma-pessoa-morre-e-duas-ficam-feridas-em-operacao-da-pm-em-portao/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/heroi-da-palestina-veja-por-onde-anda-amilton-tratorista-que-se-recusou-a-demolir-casas/
Dezesseis anos depois, CORREIO mostra como estão ele e as famílias
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apresentadora-de-tv-pedida-em-namoro-ao-vivo-termina-romance-por-whatsapp/
"Estou terminando oficialmente o nosso namoro", escreveu ela
Ler Mais