Morre taxista baleado durante tentativa de assalto no bairro de São Cristóvão

salvador
16.06.2020, 14:43:00
Atualizado: 16.06.2020, 14:49:05

Morre taxista baleado durante tentativa de assalto no bairro de São Cristóvão

Ele estava internado no Hospital Geral do Estado (HGE) há 20 dias

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Depois de 20 dias internado no Hospital Geral do Estado (HGE), após ter sido baleado numa tentativa de assalto no bairro de São Cristóvão, em Salvador, o taxista Leonardo Santos dos Prazeres, 37 anos, morreu na manhã desta terça-feira (16). No último dia 27, ele foi chamado para uma corrida na localidade Planeta dos Macacos e lá tentaram levar o carro dele. Ao reagir, o taxista foi atingido por três tiros.  

Segundo a Associação Geral dos Taxistas (AGT), Leonardo é o quarto taxista assassinado até agora neste ano – no ano passado, foram sete no total. “Pedimos mais empenho das autoridades. Isso não pode continuar. São pais de família que precisam trabalhar, muitas vezes sem opção. Saem, mas não sabem se voltam para casa”, declarou o presidente da AGT, Denis Paim. 

Leonardo foi baleado na localidade do Planeta dos Macacos
(Foto: Reprodução)

Não há ainda informações sobre o enterro de Leonardo, pois é esperada a chegada de parentes dele de Monte Gordo, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Ele deixou uma mulher grávida de dois meses. O cunhado do taxista, Cláudio José Ferreira dos Santos, foi quem cuidou dos trâmites para a liberação do corpo na manhã desta terça. 

“Ele tinha consciência que a profissão dele é arriscada e mesmo assim trabalhou duro. Ele chegava muito tarde em casa”, declarou Cláudio. Segundo ele, no ano passado, o cunhado foi vítima de um assalto em Itapuã.  “Quando chegou na porta de um condomínio, um casal anunciou o assalto e levou somente os pertences dele”, contou. 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas