Morro de São Paulo tem dia de praias cheias e comércio não essencial em funcionamento

bahia
27.02.2021, 21:28:42
Atualizado: 27.02.2021, 21:45:58
(Foto de leitor/Correio)

Morro de São Paulo tem dia de praias cheias e comércio não essencial em funcionamento

Prefeitura de Cairu diz que número de policiais militar para atender o município é insuficiente para fiscalização do lockdown ​​​​​​

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em meio ao lockdown parcial determinado pelo Governo do Estado, a ilha de Morro de São Paulo, em Cairu, viveu um dia praticamente normal. O local paradisíaco é destino de turistas, especialmente no verão, mas neste final de semana, como toda a Bahia, deveria cumprir a determinação estadual.

Porém, o que se viu foi o comércio funcionando normalmente, com lojas de roupas, materiais de construção, e outras atividades não autorizadas pelo Governo do Estado. Além de praias cheias.

Em nota, a prefeitura de Cairu afirmou que a determinação do município pelo cumprimento de todos os decretos estaduais relacionados aos protocolos sanitários. Além disso, a preitura divulgou imagens que monstram o comércio fechado, diferente das imagens que circulavam nas redes sociais e imprensa.

(Foto do Leitor)
(Foto do Leitor)
(Foto do Leitor)
(Foto do Leitor)

No entanto, de acordo com a prefeitura, o número de Policiais Militares na cidade de Cairu é insuficiente para fiscalização dos decretos. A prefeitura alega ainda que a logística é de difícil execução por se tratar de um município arquipélago. Ainda assim, a prefeitura afirma que tem tomado providências para que as irregularidades sejam resolvidas.

Neste sábado,  três prefeituras baianas desafiaram publicamente as normas, permitindo que atividades não-essenciais possam funcionar durante o final de semana.

Os municípios que não irão acatar na íntegra as determinações do governador Rui Costa são Teixeira de Freitas, Caravelas e Itamaraju. Todos eles emitiram decretos municipais através de seus prefeitos, que justificaram a decisão por conta dos "interesses e da economia local" das cidades.

Em contato ao CORREIO, o Governo do Estado da Bahia se posicionou afirmando que todos os municípios devem seguir o decreto estadual, e que aqueles que ameaçarem não seguir terão reforço no policiamento.
 
Além do fechamento do comércio e atividades não essenciais, estão proibidos eventos e atividades, independentemente do número de participantes e horário, que envolvam aglomeração, como cerimônias de casamento, atividades religiosas, solenidades de formatura, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

Veja íntegra da nota da Prefeitura de Cairu

A Prefeitura de Cairu informa que em relação ao comércio informal aberto em Morro de São Paulo, a determinação do município é recomendar o cumprimento de todos os decretos do governo do estado relacionados aos protocolos sanitários para conter o contágio do novo coronavírus, responsável pela Covid-19. Vale salientar que o número de policiais militar para atender a Cairu é insuficiente para as novas demandas, como o toque de recolher e ações de fechamento do comércio informal determinados pelo Decreto nº 20.254 do governo do estado, a logística é de difícil execução, principalmente por se tratar de um município arquipélago. Apesar dessas limitações, a Prefeitura já está tomando providências para que as irregularidades sejam sanadas.  Dentro das ações determinadas pelo município, a Vigilância Sanitária vem intensificando a partir de 1º de janeiro a fiscalização em bares, restaurantes, pousadas, hotéis e o comércio em geral em todo Arquipélago, inclusive no período noturno, com campanhas de sensibilização e distribuição de máscaras. Em relação as pessoas contaminadas residentes no município, a situação está sob controle. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas