Motorista atropela seis pessoas em ponto de ônibus; cinco eram da mesma família

brasil
24.06.2019, 08:26:54
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Motorista atropela seis pessoas em ponto de ônibus; cinco eram da mesma família

Segundo testemunhas, condutor, que é cabo do Exército, estava alcoolizado

Um motorista atropelou seis pessoas em uma calçada, no município de João de Meriti (RJ), na noite de domingo (23). No acidente, o condutor perdeu o controle subiu no passeio, em um ponto de ônibus da Via Dutra, atingindo os pedestres - pelo menos cinco pessoas eram da mesma família. 

Segundo testemunhas, o condutor aparentava estar alcoolizado. Entre as vítimas, estão duas crianças - uma de três e outra de nove anos. A criança de nove anos chegou a ficar presa na estrutura do ponto de ônibus. Ele foi encaminhado ao Hospital Geral de Nova Iguaçu.

À TV Globo, as vítimas contaram que policiais rodoviários federais fizeram o teste do bafômetro no condutor. 

“No ato que a Federal fez o bafômetro, deu 37, se eu não me engano. Trinta e sete ou trinta e pouco de álcool. Bebeu? Não pega no carro. Larga lá onde estava. Aí meu sobrinho tá internado, minha esposa tá saindo da emergência. Um outro rapaz está lá dentro. E aí, como fica a vida dos outros? A vida do povo, a vida da gente não tem mais valor?”, desabafoi uma das vítimas, Joselito França dos Santos, em entrevista à TV Globo.

O caso deve ser investigado pela 54ª Delegacia (Belford Roxo), que registrou a ocorrência. A Polícia Civil informou que o motorista do carro foi ouvido e liberado. Ainda segundo a polícia, o condutor é um cabo do Exército. Ele teria dito aos agentes que perdeu o controle do veículo depois que um dos pneus estourou. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas