Mulher é esfaqueada enquanto buscava o filho no portão de casa

salvador
10.08.2021, 20:29:00
Atualizado: 10.08.2021, 20:29:27

Mulher é esfaqueada enquanto buscava o filho no portão de casa

Vítima acusa o ex-marido, contra quem tem medida protetiva

Uma mulher grávda foi esfaqueada durante a manhã da última segunda-feira (9) no bairro de Valéria, em Salvador. A vítima, que preferiu não se identificar, acusa o ex-namorado de cometer a tentativa de homicídio. O homem não aceita o fim do relacionamento de dois anos que eles tinham. Ela levou 10 pontos. 

O caso aconteceu quando a mulher foi buscar o filho -que é do casal- no portão da própria casa, neste momento, o homem se aproveitou para atacá-la no ombro. De acordo com a vítima, já existe uma medida protetiva em vigor contra seu ex-companheiro, identificado como Caio Duarte da Silva Santos, que fugiu após a agressão.

"Por pouco eu não fui morta na frente do meu filho. Fui socorrida para a UPA e levei 10 pontos. A faca ia pegar em meu pescoço se eu não chegasse para trás. Ele queria me matar", disse a vítima.

A mulher afirmou que sofria agressões recorrentes do homem e por isso solicitou a medida protetiva, para que ele se mantenha afastado. As histórias são aterrorizantes: há três meses, ela precisou ser operada, colocando platinas e parafusos no corpo de tanto que apanhava. A vítima relata que nem mesmo o período pós-operatório fez com que o homem, descrito como muito ciumento, a deixasse em paz.

Enquanto se recuperava, ela foi agredida com socos no rosto e precisou ser levada ao Hospital Geral do Estado às pressas.

Na última das agressões, ela relata que o agressor chegou à casa onde ela mora perguntando pela ex-mulher. Ao avistá-la, percebeu que estava com o filho do casal. A criança, por sua vez, se aproximou do pai. Ela avançou para segurar o menino e ele aproveitou a oportunidade para desferir o golpe de faca. 

Em nota, a Polícia afirmou que está buscando o suspeito, que fugiu em um carro de cor vermelha. Os casos de agressão estão sendo investigados  pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Periperi.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas